Rádios On-line
EXPANSÃO INDUSTRIAL

Cervejaria vai investir R$ 300 milhões em fábrica em Três Lagoas

Projeto de empresa paulista - que já tem incentivos fiscais de MS - depende só de doação de área pela Prefeitura de Três Lagoas

6 AGO 2016 - 10h:54Por Ana Cristina Santos

Uma cervejaria paulista poderá lançar, em breve, um projeto de instalação de uma fábrica em Três Lagoas. O investimento estimado em R$ 300 milhões está em negociação, primeiro, com o governo estadual, antes da formalização de um pedido de doação de área à prefeitura da cidade.

O governo do Estado negocia a doação com a prefeitura há cerca de dois meses, após contato com grupo da cervejaria. Na mesma época, uma indústria de calçado, também do Estado de São Paulo, iniciou negociações para instalar uma filial em Mato Grosso do Sul, com investimento de mais R$ 20 milhões. Nesta semana, o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico e Meio Ambiente, Jaime Verruck, se reuniu com a prefeita Márcia Moura (PMDB).

Verruck disse que os incentivos fiscais estão garantidos às duas empresas. Porém, sem mais detalhes, disse que o governo apenas pretende fazer o anúncio oficial dos empreendimentos assim que a negociação estiver concluída.

De acordo com o secretário, o processo para a instalação das fábricas também encontra-se, nesse momento, em fase de emissão de licenças ambientais - função exclusiva da pasta de Verruck. “Acertamos até agora a questão dos incentivos fiscais e estamos trabalhando com as licenças. As obras devem começar a partir do ano que vem”, informou.

Também nesta semana, os empresários estiveram em Três Lagoas para reunião com o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, André Milton.
Quanto a áreas disponíveis para novas empresas,  André Milton, disse que Três Lagoas dispõe de terrenos no Distrito Industrial para receber novas fábricas e que, assim como o Estado, o município também possui uma política de incentivos fiscais para atrair indústrias. Entre os benefícios, está a doação de áreas e a isenção de ISS e IPTU.

AMPLIAÇÃO
O secretário de Desenvolvimento Econômico, que esteve em Três Lagoas para participar da Rodada de Negócios promovida em parceria com o Sebrae e com a fábrica de celulose Fibria, também se reuniu com representantes da indústria Emplal, fabricante de embalagens plásticas, para tratar da ampliação da empresa no município. “O governo do Estado está procurando as empresas já instaladas para verificar a capacidade de ampliação. Esse é o primeiro passo: incentivar as empresas que já estão instaladas aqui  para ampliar. Quando as empresas ampliam, conseguem ter os incentivos fiscais prorrogados até 2028. E Três Lagoas continua sendo um bom município para se investir”, destacou.

BIOMASSA
Ainda segundo Jaime Verruck, a região de Três Lagoas também deverá receber investimentos de usinas de biomassa e de painéis solares. A Eldorado Brasil venceu um leilão realizado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) para a instalação de uma usina térmica que vai gerar energia a partir de cavacos de madeira, com uma potência instalada de 50 megawatts (MW/h). Segundo o secretário, a empresa tem projeto para a instalação de mais três usinas na região.

Recentemente o governo do Estado entregou também a Licença Prévia de instalação para a empresa espanhola Solatio Energia Project Management, que pretende instalar na em Paranaíba e Cassilândia, 20 usinas solares fotovoltaicas, que produzem energia elétrica a partir dos raios solares para distribuição e comercialização. Juntas terão capacidade de gerar 1.200 MW/h de energia.

Deixe seu Comentário