Rádios On-line
8991

Economista diz que rejuste do salário mínimo não é satisfatório

Segundo Cláudio Dedecca, o aumento de R$ 50,00 no minimo não é satisfatório para atender as necessidades dos trabalhadores

2 FEV 2009 - 13h:50Por Redação

Para  o professor de economia da Unicamp (Universidade de Campinas), Cláudio Dedecca, o aumento de R$ 50,00 no minimo não é satisfatório para atender as necessidades dos trabalhadores, mas é uma medida importante no combate aos efeitos da  crise econômica mundial ao elevar o poder de compra dos brasileiros.

“Nós deveríamos ter um salário minimo, pelo menos, três vezes maior do que o salário mínimo atual, se nos compararmos o desenvolvimento do país nos últimos cinqüenta anos”,  disse Dedecca em entrevista à Revista Brasil da Empresa Brasil de Comunicação(EBC).


Claudio Dedecca  disse que o aumento do salário mínimo contribuirá para a sustentação do nível de atividade e não deverá causar elevação no preço dos produtos. “Não há nenhuma evidência de que o aumento do salário minimo gere elevação generalizada na economia”, disse ele. A partir deste domingo o salário minimo passou para R$ 465,00. Mas cada estado é livre para pagar além do piso definido pelo governo federal.

 

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13