Rádios On-line
8937
JORNAL DO POVO MOBILE

Eldorado muda nome e endereço e eleva capital para R$ 1,78 bi

Companhia muda sede de Três Lagoas para São Paulo e aumenta capital para R$ 1,78 bilhão

27 AGO 2012 - 10h:39Por Redação

LEIA O COMUNICADO NA CVM

A maior fábrica de celulose do mundo, a ser inaugurada pela Eldorado em 12 ou 13 de dezembro em Três Lagoas, mudou sua sede para São Paulo. O nome da empresa (razão social) também foi alterado, de Eldorado Celulose e Papel S/A para Eldorado Brasil Celulose S/A, segundo comunicado assinado pelo diretor Financeiro e de Relações com Investidores, Marcos Palleta Câmara.  As mudanças foram confirmadas pela companhia em nota divulgada no fim da tarde desta segunda-feira.

Inicialmente, o comunicado foi publicado no site da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e em jornal de Campo Grande. Apesar de o comunicado ter sido publicado como “fato relevante”, fonte da Eldorado havia dito no início da tarde que o aviso apenas formalizava alteração de razão social e integralização de capital sem importância para o público externo.

Executivo consultado pela reportagem do Jornal do Povo esclareceu que ainda não houve a abertura do capital, apenas "formalização" da nova razão social e aumento de capital aprovados pela CMV no último dia 20 de agosto. A nova razão social e integralização para aumento de capital foram definidos pelo Conselho da companhia em 1º de agosto.

De acordo com o comunicado, foram emitidas 30.283.505 ações ordinárias, nominativas, escriturais e sem valor, integralmente subscritas e  integralizadas  pela Florestal Fundo de Investimentos (FIP Florestal). O aumento de capital foi da ordem de R$ 70,5 milhões, elevando o total para R$ 1 bilhão, 788milhões, 791 mil, 903 reais e 18 centavos.

"As operações financeiras - aumento de capital e emissão de debêntures –, serão subscritas e integralizadas pelo Florestal Fundo de Investimento e Participações, acionista da Eldorado Brasil. Com isso, o FIP Florestal amplia sua participação na companhia, que era de 33,13%, para atuais 34,45%”, informou a Eldorado em “nota de esclarecimento” divulgada após publicação do comunicado de “fato relevante” pelo site do Jornal do Povo.
 
 O aviso da mudança de endereço e aumento de capital só foi transmitido pela companhia à imprensa de Três Lagoas  depois da divulgação das operações no site do Jornal do Povo.

De acordo com o aviso, a Eldorado Celulose e Papel passa a ter sua sede na rua General Furtado do Nascimento nº 66, Alto de Pinheiros, São Paulo, e não mais no Km 231 da BR 158, em Três Lagoas. A companhia também está emitindo debêntures simples não conversíveis em ações, da espécie quirografária em série única no total de R$ 16,5 milhões para oferta privada, também por meio da FIP Florestal. 
 
INAUGURAÇÃO PODE SER ANTECIPADA

O diretor-presidente da Eldorado Brasil, José Carlos Grubisich, anunciou no início de abril deste ano, em reunião com representantes da imprensa no Hotel OT, em Três Lagoas, a data oficial de inauguração da fábrica de celulose, 13 de dezembro. A data, no entanto, pode ser antecipada em um dia. A presidente Dilma Rousseffdeverá estar presente.
 
Com a unidade iniciando a fase de montagem dos conjuntos industriais e concluindo essa etapa em outubro, a produção de celulose deve começar já em novembro. “O primeiro fardo de celulose sai em novembro”, projetou Grubisich há quatro meses na reunião com jornalistas em Três Lagoas;

Grubisich disse que quando estiver em plena operação, a unidade de Três Lagoas vai gerar em torno de 2 mil a 2.500 empregos diretos e de 8 mil a 10 mil postos de trabalho indiretos. Do grupo de jovens do programa ‘primeiro emprego’ desenvolvido pela empresa, que ofereceu cursos de treinamento e capacitação para 190 pessoas, a Eldorado assegurou que pelo menos 95 serão contratados imediatamente.
 
Segundo Grubisich, a fábrica de Três Lagoas, que tem investimento total de R$ 6,2 bilhões, começará com produção de 1,5 milhão de tonelada. A meta de chegar a 5 milhões de toneladas em 2020 é mantida e o fato da obra representar o ‘período mais curto entre a decisão e a operação’ colocará a unidade de Três Lagoas como referência no setor.
 
A meta intermediária, em 2017, é iniciar a segunda linha com produção de 3,5 milhões de toneladas. Isso significa capacidade maior, uma vez que a produção estimada nas três linhas projetadas supera a Fibria em suas cinco linhas. A Eldorado vai conduzir toda a cadeia de produção e industrialização do eucalipto – do plantio ao transbordo da celulose até os portos, garantindo assim custo de produção mais baixo.
 
Antes das operações financeiras comunicadas nesta segunda-feira, os grupos J&F (JBS) detinham a maior participação acionária, de 50,15%%; FIP Florestal, 33,13%, e grupo MJ, 16,72%. O aporte do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) para a construção da fábrica foi de R$ 2,5 bilhões. Os fundos de pensão do Banco do Brasil e da Caixa também são acionistas, por meio da FIP Florestal, responsável pela subscrição e integralização das 30.283.505 ações ordinárias, nominativas, escriturais e sem valor segundo o comunicado publicado em atenção à exigência da CVM.

Matéria reeditada às 13h00 para correção e acréscimo de informações

Deixe seu Comentário

TVC

TVC Canal 13

JORNAL DO POVO