Rádios On-line

Fábrica de celulose prevê contratação de até 10 mil trabalhadores em 2016

Mão de obra será utilizada às obras de ampliação da área de produção, hoje com 10% concluídas

28 JAN 2016 - 06h:00Por Renata Prandini

A fabricante de celulose Fibria encerrou 2015 com 10% das obras de construção da segunda linha de produção concluídas em Três Lagoas. A ampliação da unidade teve início, oficialmente, em outubro do ano passado, quando a companhia lançou a pedra fundamental do projeto, batizado de Horizonte 2.

De acordo com a companhia, 1,5 mil trabalhadores foram contratados para a obra somente em 2015. Para esse ano, o número de contratações pode chegar a até 10 mil postos de trabalho diretos, maioria deles voltada para a construção civil e montagem. “A estimativa é que até o final de 2016, no pico da obra, sejam criadas de oito a dez mil vagas de empregos diretos”.  A mão-de-obra, explicou a Fibria, visa atingir a meta de execução do projeto. O planejamento da empresa prevê chegar ao final de 2016 com 75% das obras construídas.Já ao longo dos mais de dois anos de execução do projeto Horizonte 2 deverão ser criados até 40 mil empregos, entre diretos e indiretos.

O avanço das obras tem movimentado agências de emprego e empresas ligadas à medicina do trabalho. Conforme Joaquim Caldas dos Reis, empresário do ramo de medicina do trabalho, o ano de 2016 começou com aumento na demanda de exames admissionais. “Começou a crescer no final do ano passado. Mas este ano está bem aquecido. Somente em dois dias atendemos a uma média de 230 a 240 trabalhadores. Isso, só na minha empresa. Três Lagoas têm várias outras”, completou.

O empresário destacou que boa parte dos exames admissionais feitos na clínica dele é para atender a Fibria. Porém, tem sido registrado alta nas admissões para a Cargill e Eldorado Brasil, também em processo de ampliação.

PARCERIA

Nesta semana, a companhia fechou uma parceria com a Casa do Trabalhador de Três Lagoas, o antigo Ciat, para a contratação de trabalhadores. O assunto foi tema de reunião realizada ontem, na sede do Ciat, que contou com a participação de representantes da empresa.

PACOTES

Até o começo deste ano, mais de 15 empresas e pacotes de serviços para atender tanto as obras de construção civil quanto a segunda linha de produção haviam sido contratados. Durante o processo de ampliação, deverão ser contratados também 60 fornecedores locais para serviços como de estadia, transportes, alimentação, segurança, limpeza, jardinagem e de montagem e eletromecânica.

Deixe seu Comentário