Rádios On-line

Governo ainda estuda como socorrer as distribuidoras por gastos extras com termelétricas

Possibilidades são um empréstimo ou um aporte direto do Tesouro para socorrer as distribuidoras

27 FEV 2013 - 16h:54Por Redação

O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, disse hoje (27) que o governo ainda estuda qual a melhor forma de ajudar as distribuidoras de energia elétrica a pagar o custo da energia gerada por termelétricas, que tiveram que ser acionadas por causa do baixo nível dos reservatórios das hidrelétricas. Segundo ele, as possibilidades são um empréstimo ou um aporte direto do Tesouro para socorrer as distribuidoras.

“O caminho que se busca é que elas [distribuidoras] não tenham que pagar, pelo menos não tudo. Vamos encontrar uma solução para as distribuidoras”, disse o ministro. Segundo ele, o governo poderá bancar entre 70% a 100% do gasto extra das empresas, para que o custo não seja repassado ao consumidor.

A solução encontrada pelo governo vai solucionar o problema das empresas neste ano, quando todas as termelétricas do país foram acionadas para dar garantia ao sistema. “Estamos considerando este ano, a partir do próximo ano é outra coisa. A cada momento com a sua agrura”.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13