Rádios On-line

Inadimplência do consumidor recua, mas segue alta no ano

Segundo a equipe da Serasa, o recuo, ainda que modesto, da inadimplência em novembro foi a quinta queda mensal no conjunto das seis últimas leituras do indicador

12 DEZ 2012 - 10h:50Por Redação

 A Inadimplência do Consumidor apresentou queda de 0,1% em novembro de 2012, na comparação com o mês imediatamente anterior, apontam dados divulgados pela Serasa Experian.

 
Na comparação anual, a inadimplência do consumidor registrou crescimento de 13%. No acumulado do ano, de janeiro a novembro, frente ao mesmo período de 2011, a inadimplência do consumidor cresceu 15,1%.
 
Segundo a Serasa, o recuo, ainda que modesto, da inadimplência em novembro foi a quinta queda mensal no conjunto das seis últimas leituras do indicador, com exceção a outubro.
 
Isto demonstra que o patamar baixo da taxa de desemprego no país, os ganhos salariais acima da inflação na maioria das categorias profissionais e as reduções das taxas de juros têm proporcionado um cenário de inadimplência mais favorável, neste segundo semestre, em comparação com a primeira metade de 2012.
 
Contudo o endividamento ainda elevado dos consumidores e o comprometimento de renda igualmente alto continuam sendo os principais entraves para que a queda da inadimplência ocorra de forma mais acentuada.
 
As dívidas não bancárias (cartões de crédito, financeiras, lojas em geral e prestadoras de serviços como telefonia e fornecimento de energia elétrica, água), os protestos e os cheques sem fundos puxaram a pequena queda do indicador, com variações negativas de 0,3%, 9,2% e 7,5%, contribuindo negativamente com 0,1 ponto percentual, 0,1 ponto e 0,6 ponto, respectivamente.
 
A alta de 1,6% e contribuição positiva de 0,7 ponto. das dívidas não honradas junto aos bancos equilibraram o indicador e contribuíram para que o índice não caísse ainda mais em novembro de 2012.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13