Rádios On-line

Inflação deve encerrar o ano em 5,7% e cair para 4,8% em 2013, sem atingir o centro da meta

20 DEZ 2012 - 09h:01Por Redação

A inflação deve encerrar este ano em 5,7% e 2013 em 4,8%, de acordo com estimativas do Relatório de Inflação, divulgado hoje (20) pelo Banco Central (BC).  


Essas projeções são do cenário de referência, construído com base na suposição de que a taxa básica de juros, a Selic, será mantida em 7,25% ao ano durante o horizonte de previsão, e que a taxa de câmbio permanecerá em R$ 2,05 por dólar.

A projeção para a inflação em 2012 do cenário de referência ficou 0,5 ponto percentual acima do estimado em setembro. Mas, em 2013, ressalta o BC, há tendência de declínio, apesar de a inflação não alcançar o centro da meta de 4,5%. Nem mesmo em 2014, de acordo com as estimativas, a inflação chegará ao centro da meta. Ao final de 2014, a estimativa é que o índice fique em 4,9%. A meta de inflação, com centro em 4,5%, tem margem de 2 pontos percentuais para mais ou para menos.

No cenário de mercado, em que o BC leva em consideração estimativas de instituições financeiras para a taxa Selic e o câmbio, a previsão para a inflação neste ano é 5,7%, mesmo valor projetado no cenário de referência e também 0,5 ponto percentual  maior do que a estimativa do relatório divulgado em setembro. Em 2013, a previsão desse cenário é a inflação em 4,9%, ante 4,8% previstos em setembro. Para 2014, a estimativa é 4,8%.A inflação deve encerrar este ano em 5,7% e 2013 em 4,8%, de acordo com estimativas do Relatório de Inflação, divulgado hoje (20) pelo Banco Central (BC).  

Essas projeções são do cenário de referência, construído com base na suposição de que a taxa básica de juros, a Selic, será mantida em 7,25% ao ano durante o horizonte de previsão, e que a taxa de câmbio permanecerá em R$ 2,05 por dólar.

A projeção para a inflação em 2012 do cenário de referência ficou 0,5 ponto percentual acima do estimado em setembro. Mas, em 2013, ressalta o BC, há tendência de declínio, apesar de a inflação não alcançar o centro da meta de 4,5%. Nem mesmo em 2014, de acordo com as estimativas, a inflação chegará ao centro da meta. Ao final de 2014, a estimativa é que o índice fique em 4,9%. A meta de inflação, com centro em 4,5%, tem margem de 2 pontos percentuais para mais ou para menos.

No cenário de mercado, em que o BC leva em consideração estimativas de instituições financeiras para a taxa Selic e o câmbio, a previsão para a inflação neste ano é 5,7%, mesmo valor projetado no cenário de referência e também 0,5 ponto percentual  maior do que a estimativa do relatório divulgado em setembro. Em 2013, a previsão desse cenário é a inflação em 4,9%, ante 4,8% previstos em setembro. Para 2014, a estimativa é 4,8%.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13