Rádios On-line
RECEITA

Mais de 2 mil pessoas já entregaram declaração de IR em Três Lagoas

A previsão da Receita Federal é que 20 mil três-lagoense enviem dados

19 MAR 2016 - 12h:49Por Kelly Martins

A agência da Receita Federal em Três Lagoas informou que 2.051 pessoas entregaram a declaração do Imposto de Renda 2016, até esta sexta-feira,18, quase um mês depois do início do prazo para o envio do documento. O total de declarações é de 10% dos 20 mil contribuintes esperados pela Receita na cidade, neste ano. 

Segundo a Receita, o número é 5,2% maior em relação ao ano anterior. Em Mato Grosso do Sul, dos 382 mil contribuintes que precisam declarar, apenas 44.973 cadastraram dados no site da Receita Federal, até este dia 18. A expectativa é receber 28,5 milhões de declarações no país. 

O prazo termina às 23h59 de 29 de abril. Quem perder a data poderá ter de pagar multa de 1% referente ao mês-calendário ou fração de atraso, calculada sobre o imposto devido, ou uma multa mínima de R$ 165,74. Deve declarar neste ano quem recebeu acima de R$ 28,1 mil em 2015. 

Contribuintes que enviarem a declaração no início do prazo, sem erros ou omissões, também recebem mais cedo as restituições do Imposto de Renda. Idosos, portadores de doença grave e deficientes físicos ou mentais têm prioridade, como destaca o órgão. Os valores normalmente começam a ser pagos em junho de cada ano pelo governo federal e seguem até o mês dezembro, geralmente divididos em sete lotes.

Na hora de preencher o formulário, o contribuinte poderá optar pelo modelo simplificado, com desconto de 20% dos rendimentos tributáveis, ou o completo, que beneficia quem teve um volume maior de despesas deduzíveis. Nem toda despesa pode ser abatida.

LISTA
Veja uma lista com tipos de despesas que não podem abatidas, como o pagamento de aluguel, por exemplo. Também estão relacionadas doações para dependentes, fazer curso de idiomas, cursinho pré-vestibular, mensalidade de academia de dança ou de esportes, aulas particulares, tratamentos de beleza, exame de DNA para investigação de paternidade, lentes de contato e óculos de grau, aparelho de surdez, clareamento dentário, financiamentos bancários e consulta em nutricionista. 

Medicamentos só são dedutíveis se integrarem a conta do hospital. Material escolar não pode ser abatido, como também seguro de vida, atendimento veterinário e vacinas. Doações só podem ser abatidas se foram a fundos municipais, estaduais e federais dos direitos da criança, adolescentes e idosos, com limite de até 6%.

Deixe seu Comentário