Rádios On-line
8504
Território Teen

Mercado vê dólar a R$ 2,10 no final de 2008 e 2009

25 NOV 2008 - 07h:00Por Redação

Mercado vê dólar a R$ 2,10 no final de 2008 e 2009

Analistas de instituições financeiras mantiveram a maioria das previsões para o dólar na pesquisa Focus divulgada hoje pelo Banco Central. No documento, a estimativa para o patamar do câmbio no fim de 2009 manteve-se em R$ 2,10. O valor esperado é R$ 0,20 superior ao registrado há quatro semanas, quando a previsão estava em R$ 1,90.

Para o câmbio em 2008, as projeções interromperam subida registrada por sete semanas seguidas. Na pesquisa, a estimativa para o patamar do dólar no fim deste ano manteve-se em iguais R$ 2,10. Há quatro semanas, a previsão estava em R$ 1,95.

O mercado financeiro também manteve a expectativa de que o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) deve fechar o ano de 2009 em 5,20%. Para 2008, também não houve alteração e a previsão continua sendo de um IPCA de 6,39%. Nos dois casos, porém, a previsão para o IPCA está acima do centro da meta de inflação, de 4,5%, determinada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN). A meta tem tolerância de dois pontos porcentuais, para cima ou para baixo.

Juros

Na pesquisa Focus de hoje, as projeções relacionadas a juros básicos também ficaram estáveis. Segundo o levantamento feito com cerca de 80 analistas do mercado financeiro, a previsão para a taxa Selic no fim do próximo ano manteve-se em 13,31% ao ano. Há um mês, a previsão estava em 13,50%. Para 2008, a estimativa para o juro no fim do ano manteve-se em 13,75% ao ano, o que indica previsão de estabilidade da taxa na reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) que acontece nos dias 9 e 10 de dezembro.

Sobre a projeção para o indicador que mede a relação entre a dívida líquida do setor público e o Produto Interno Bruto (PIB), o mercado alterou ligeiramente os números na comparação com a pesquisa anterior. Para 2009, a previsão manteve-se em 38%. Para 2008, a estimativa oscilou de 39,04% para 39%.

PIB

Analistas mantiveram inalteradas as projeções para o crescimento da economia em 2009. A estimativa para a expansão do PIB no próximo ano manteve-se em 3% pela terceira semana consecutiva. Há um mês, a previsão de crescimento econômico estava em 3,10%. Para 2008, a expectativa oscilou ligeiramente de 5,23% para 5,24%. O número esperado é ligeiramente superior ao visto há quatro semanas, quando a previsão estava em 5,23%.

Na mesma pesquisa, analistas cortaram a projeção para o crescimento da produção industrial em 2009 pela quarta semana seguida, de 3,16% para 3%. Para 2008, a estimativa de crescimento do segmento oscilou de 5,80% para 5,78%.

Contas externas

A previsão de déficit nas contas externas do País apresentou ligeira melhora na pesquisa semanal Focus divulgada hoje. A projeção para o déficit em conta corrente em 2009 caiu de US$ 31,65 bilhões para US$ 30,03 bilhões. Para 2008, a projeção de déficit permaneceu em US$ 30 bilhões pela terceira semana seguida.

Para o superávit comercial em 2009, a previsão para o saldo subiu de US$ 13,32 bilhões para US$ 13,71 bilhões. Para 2008, a projeção de superávit oscilou US$ 23,78 bilhões para US$ 23,60 bilhões.

A estimativa de ingresso de Investimento Estrangeiro Direto (IED) em 2009 manteve-se em US$ 25 bilhões. Há um mês, o número estava em US$ 30 bilhões. Para 2008, permanece a previsão de US$ 35 bilhões, número repetido há nove semanas.

 

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13

Ver Todos os Programas da TVC
Dá Negócio
6864