Rádios On-line

UFMS está entre as melhores universidades do Brasil, segundo o MEC

Faixa de nota obtida pela universidade faz parte do grupo de excelência; cursos de graduação também têm destaque

23 DEZ 2015 - 16h:19Por Tatiane Simon

A Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) está entre as melhores instituições de ensino superior avaliada pelo Ministério da Educação (MEC). O resultado do ciclo de avaliação de 2014 das universidades, faculdades, centros universitários e institutos federais foi divulgado nesta semana e coloca a UFMS na posição de 150º entre as 231 instituições de ensino superior avaliadas em todo o país.

Para entrar na categoria de excelência, uma instituição precisa chegar às faixas 4 ou 5 no Índice Geral de Cursos 2014 (IGC), que vai de 1 a 5, e a nota obtida pela UFMS foi 4. A universidade, inclusive, está dispensada de inspeção do MEC, além de estar liberada para abrir novas vagas.

ENADE

Cada área do conhecimento é avaliada de três em três anos pelo Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade). Por isso, o IGC leva em conta os cursos analisados nos últimos três anos. Indicador oficial do ensino superior, o índice leva em conta a qualidade de cursos de graduação, por meio do Conceito Preliminar de Cursos (CPC) e também a nota Capes, que mede o desempenho na pós-graduação (mestrado e doutorado).

Os cursos de graduação de Matemática (licenciatura), Sistema de Informação, Ciência Biológicas (licenciatura), História (licenciatura) e Geografia (licenciatura), ofertados pela UFMS, campus de Três Lagoas, tiveram destaque no conceito do Enade.

Matemática foi o único curso a obter nota máxima, cinco pontos. Os demais tiveram nota quatro. O curso de Sistema de Informação ganhou destaque nacional devido à posição no ranking de todas as instituições de ensino superior que oferecem este curso.

Conforme a tabela, feita pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), das 450 instituições que oferecem o curso de Sistema de Informação, o UFMS de Três Lagoas ocupa a 31º posição. Para o coordenador do curso, Maxwell Sampaio dos Santos, o resultado é motivacional tanto para os professores quanto para os alunos. O curso foi implantado recentemente e tem apenas uma turma formada. “Os vestibulandos trocam o interior pelas capitais e este resultado vem justamente mostrando que Três Lagoas é um polo para o segmento da informática também. Precisamos conquistar cada ano mais alunos e potencializar o ramo e o curso”, pontua.

 

 

Deixe seu Comentário