Rádios On-line
8936
JORNAL DO POVO MOBILE

Brasil conquista mais três medalhas de bronze

Destaques do dia nas Olimpíadas de Londres foram o vôlei de praia e o boxe

9 AGO 2012 - 10h:20Por Marcelo Del Pozo/Agência Reuters

O Brasil conquistou mais três medalhas de bronze nesta quarta-feira (8). Uma com a dupla de vôlei de praia Juliana e Larissa e outra com os boxeadores Adriana Araújo e Yamaguchi Falcão. Mas nem as duas medalhas conseguiram ofuscar o duelo contra a Argentina.

Infelizmente ou felizmente (depende do ponto de vista) deu a lógica, tanto no vôlei, em que o time canarinho atropelou os Hermanos, quanto no basquete, uma vez que Leandrinho e Cia. acabaram derrotados. Placar final do dia: Brasil 1 x 1 Argentina.


MEDALHAS

Após fazer história ao assegurar a medalha de bronze nos Jogos, a boxeadora Adriana Araújo perdeu por 17 a 11 da russa Sofya Ochigava, na Arena Excel.  Com o resultado obtido pela paulista, o Brasil alcançou sua 100ª medalha olímpica.

A 101ª foi conquistada pelo vôlei de praia. Juliana e Larissa viraram o jogo sobre as chinesas Xue e Zhang e conquistaram o bronze com parciais de 11/21, 21/19 e 15/12.

A medalha de número 102 foi de outro atleta do boxe. O pugilista brasileiro Yamaguchi Falcão garantiu, ao menos, mais uma medalha de bronze para o país. Ele derrotou o cubano Julio la Cruz Peraza, campeão mundial, da categoria até 81kg, por 18 a 15 e alcançou a semifinal.

Na segunda-feira, o irmão mais novo de Yamaguchi, Esquiva Falcão, também alcançou a semifinal da categoria até 76kg, e tem chance de avançar à decisão. Se perder, ele fica com o bronze, igualando o melhor resultado do boxe brasileiro nas Olimpíadas, conquistado por Servílio de Oliveira em Roma-1964.


VÔLEI

A Seleção Brasileira de vôlei passou pela Argentina e se classificou para as semifinais dos Jogos de Londres. A partida terminou 3 seta a 0, com parciais de 25/19, 25/17 e 25/20. O Brasil terá como adversário na próxima fase a Itália, que derrotou os Estados Unidos por 3 sets a 0.


BASQUETE

O mesmo roteiro de seguidas partidas decisivas contra a Argentina nos últimos anos se repetiu na quadra da arena O2, em Londres. A seleção conseguiu alguns bons momentos, começou na frente, viu seu líder Marcelinho Huertas inspirado, mas novamente sucumbiu diante da melhor geração da história dos rivais.

Com a derrota por 82 a 77 no clássico sul-americano nas quartas de final, a equipe de Rubén Magnano despede-se dos Jogos Olímpicos sem o sonho de jogar por uma medalha.

Deixe seu Comentário

TVC

TVC Canal 13

JORNAL DO POVO