Rádios On-line
11338

Equipes do Sub-16 são prejudicadas pela falta de jogos

Técnicos foram unânimes em apontar apenas fatores ruins devido ao fim de semana parado

9 OUT 2012 - 09h:49Por Arquivo Pessoal

Não foi apenas o fã de futebol que não gostou do fim de semana sem jogos amadores em Três Lagoas. Devido à lei eleitoral, que proíbe aglomerações de pessoas, os campeonatos da Liga Três-lagoense de Desportos (LTD) não tiveram partidas disputadas. Os que mais reclamaram foram os treinadores das equipes sub-16.

A falta de contato com os garotos e a diminuição do ritmo de jogo foram as principais críticas. Segundo o técnico do Comercial/Santo André, Enílson Rogério Romanini, a rodada de sábado poderia ter sido realizada normalmente. “Temos que respeitar o calendário político, faz parte. Mas acho que poderia ter rodada sábado. Em todos os estados do Brasil houve jogos”.

Os dias parados causam vários prejuízos. “Os meninos ficam muito tempo sem jogar, perdem o ritmo, isso prejudica a equipe. Com a questão da eleição e, às vezes, algum jogo adiado, tem equipe que para por até quatro semanas. Se você perguntar para todos os treinadores, eles vão falar para você. Até contato com os meninos a gente perde”.

Para o treinador do Misto, Ramão Ribeiro Massena, o time dele e o Recanto do Galo são exceções. “O Sub-16 dá uma esfriada mesmo. Desanima até. No meu caso e do Galo, ainda não porque temos o estadual da categoria pela frente e estamos treinando. Mas os outros sofrem”. “A gente até entende devido à eleição, mas bom não é [ficar parado]”, continuou.


MUDANÇAS

Enilson e Massena acreditam que alguns fatores precisam ser aprimorados para as próximas competições. “Em Três Lagoas faltam mais campos com a estrutura do ‘Madrugadão’. Temos muitas competições ao mesmo tempo e o gramado não aguenta. Isso precisa mudar”. “Ano que vem a tabela tem que ser feita de forma que as equipes não fiquem tanto tempo sem jogar de uma rodada para outra”, pediu Enílson.


OPINIÃO

O presidente da LTD, Francisco Barros, o “Ceará”, afirmou que precisou apenas obedecer sistema político, mas que entende as reclamações. “Não pode ter aglomeração de pessoas. E isso já vem de outras eleições. Se faço rodada no Madrugadão, reúno 500 pessoas lá. Os atletas e treinadores lamentam a falta do futebol. Por eles, teria jogo quarta e domingo. Estranho é. Afinal, todo fim de semana tem jogos. Mas é assim que tem que ser, infelizmente.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13