Rádios On-line

Marçal não é mais o técnico do Misto

A diretoria do Misto decidiu na noite de ontem, dispensar o técnico João Francisco Marçal

30 JAN 2013 - 09h:50Por Redação

Após dois empates e uma derrota no Campeonato Estadual de Futebol Sul-mato-grossense, a diretoria do Misto Esporte Clube de Três Lagoas, decidiu na noite de ontem, dispensar o técnico João Francisco Marçal.

A decisão da troca do técnico ocorreu durante reunião realizada com a diretoria, segundo informou o vice-presidente do time, Antônio Carlos Teixeira de Freitas, em entrevista ao vivo na manhã de hoje, no programa RCN Notícias, da Rádio Cultura FM (106,5 Mhz).

Teixeira disse que ainda não foi definido quem será o novo técnico da equipe, no entanto, informou que já houve contato com alguns profissionais para substituir Marçal, que vinha no comando da equipe desde a temporada de 2012. 

O vice-presidente do Misto comentou que houve um contato com o atual técnico do Comercial de Campo Grande, o ex-jogador Mirandinha, para ele vir comandar a equipe de Três Lagoas, mas por questões salariais não chegou-se a um acordo. Ele disse que nessa semana será definido o novo técnico da equipe.

De acordo com Teixeira, a decisão em trocar o técnico é encarada com naturalidade, já que isso faz parte do futebol, e que o presidente do time, Jamiro Rodrigues, o Miro, tinha conversado com Marçal sobre essa possibilidade após o jogo de sábado, quando o Misto perdeu para o Novo Operário de 2 a 0.

Teixeira disse ainda que algumas mudanças são necessárias para que o time possa reagir no campeonato. Ele acredita na classificação da equipe, já que restam ainda noves jogos parta terminar a primeira fase. Para Teixeira, estava faltando liderança no comando da equipe e que o técnico Marçal, talvez, não estivesse tão “antenado” ao time, em razão de estar preocupado com a saúde do pai.

 Marçal, por sua vez, discordou da declaração de Teixeira. O ex-técnico do Misto também participou do RCN Notícias logo após ouvir as declarações do vice-presidente e disse que ficou chateado com as declarações de Teixeira, o qual sempre respeitou. Marçal disse que deveria ter havido uma conversa em particular entre a diretoria e ele, antes de colocar a decisão em público.

Ainda segundo Marçal, ele jamais esteve desligado do time e que nunca misturou problemas pessoais com profissionais. “Magoado não, porque já tenho experiência nessa área, mas fiquei chateado com essa decisão e atitude do Teixeira”, disse o professor. Marçal também comentou que sempre teve comando e liderança, e que sua saída não estaria ligada ao seu trabalho técnico, mas sim a outras questões.

Marçal comentou ainda que foi uma falta de respeito com ele, já que recebeu convite para treinar outros times, inclusive para ganhar mais, no entanto, resolveu comandar o Misto, já que havia feito um planejamento para a equipe de Três Lagoas.  Segundo Marçal, não houve tempo hábil ainda para treinar a equipe como planejou .

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13