Rádios On-line

Muricy deixa o comando do Santos; Marcelo Bielsa pode pintar na Vila

Técnico foi comunicado da decisão na última quinta-feira. Argentino é nome de consenso da diretoria. Mano e Dorival são comentados

31 MAI 2013 - 15h:45Por Redação

Muricy Ramalho não é mais o técnico do Santos. Ele foi comunicado da decisão na última quinta-feira pela cúpula do Peixe, que decidiu iniciar um processo de reformulação no clube (confira mais detalhes abaixo). Muricy vinha sendo alvo de críticas por parte dos conselheiros e dirigentes, mas era mantido pelo presidente licenciado, Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro, o Laor. No entanto, após a derrota para o Botafogo, por 2 a 1, na última quarta-feira, a situação ficou insustentável para o comandante, e o Comitê de Gestão optou pela demissão. O vice-presidente santista, Odílio Rodrigues, que vem comandando o clube na ausência de Laor, concederá uma entrevista nesta sexta-feira, às 16h, no CT Rei Pelé, para falar sobre a saída do treinador e as mudanças no clube.

A rejeição a Muricy era tão grande que possíveis substitutos já vinham sendo discutidos nos últimos dias. O nome mais forte é o de Marcelo Bielsa, técnico do Athletic Bilbao, da Espanha. O argentino é unanimidade no Comitê de Gestão - o Peixe, aliás, tentou contratá-lo em 2011, antes de fechar com Muricy. O contrato de Bielsa com o Athletic vence no próximo dia 30 e, de acordo com o jornal As, da Espanha, não deverá ser renovado. A diretoria acredita até que pode fechar com o treinador por um salário menor ao que era pago a Muricy (R$ 700 mil mensais).

Mano Menezes também é um nome comentado na Vila Belmiro, mas com menos força. Dorival Júnior, primeiro treinador da gestão Luis Alvaro Ribeiro tem defensores no Comitê. No entanto, o modo como ele saiu (após se desentender com a diretoria por causa de Neymar, com quem discutiu publicamente durante jogo contra o Atlético-GO, pelo Brasileirão 2010), pesa contra.

Contra o Grêmio, neste sábado, na Vila Belmiro, Claudinei Oliveira, técnico do Sub-20, assume a equipe principal interinamente. Sob o comando de Claudinei, o Peixe conquistou a Copa São Paulo de Futebol Júnior neste ano.

Após o jogo contra o Botafogo, o treinador chegou a cobrar mais uma vez a chegada de reforços, alegando que o elenco sofria com muitas contusões e desfalques. Na última quinta-feira, ele foi chamado para uma conversa com a diretoria e ficou sabendo que estava fora. O Peixe irá pagar a multa rescisória. O valor está sendo discutido com os representantes do técnico, que tinha contrato até o final deste ano.

Muricy assumiu o Peixe no início de abril de 2011, ganhou o Paulista do mesmo ano e de 2012, além da Libertadores de 2011 e a Recopa Sul-Americana de 2012. Perdeu a final do Mundial de Clubes de 2011 para o Barcelona.

No início da tarde desta sexta-feira, o Santos divulgou uma nota oficial nas redes sociais confirmando a demissão de Muricy e explicando que está adotando um processo de reformulação no clube, não só na parte financeira como vários aspectos, dentro e fora de campo. Confira a íntegra da nota:
O Comitê de Gestão decidiu que Muricy Ramalho não é mais técnico do time profissional do Santos FC. A decisão foi comunicada ao treinador nesta quinta-feira (30/5).

Muricy Ramalho assumiu como técnico do Santos FC em abril de 2011. Na ocasião, ajudou o Clube a sagrar-se bicampeão paulista, tri da Libertadores e vice-campeão mundial. Em 2012, liderou o Santos na conquista do tricampeonato paulista e no título da Recopa Sul-Americana. Em 2013 foi vice-campeão paulista. Ao todo, liderou o Santos em 150 jogos, alcançando 72 vitórias, 42 empates e 36 derrotas.

O Comitê de Gestão agradece os serviços prestados pelo técnico, que marcou seu nome na história do Santos.

Claudinei Oliveira, técnico do Sub-20 do Santos FC campeão da Copa São Paulo deste ano e desde 2009 no Clube, dirige o time profissional na partida deste sábado, contra o Grêmio, na Vila Belmiro.

REFORMULAÇÃO
O Santos FC inicia um processo de reformulação após um dos períodos mais vencedores da história de 101 anos do Clube, com seis títulos conquistados e dois vice-campeonatos em um período de 40 meses, além da recuperação financeira que culminou, na semana passada, com a conquista da Certidão Positiva com efeitos de Negativa (Cepen), emitida pelo Ministério da Fazenda.

Esta reformulação será conduzida com serenidade pelo Comitê de Gestão em nome dos interesses dos nossos milhões de torcedores e mais de 65 mil sócios para que o Santos FC continue crescendo dentro e fora de campo.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13