Rádios On-line
8936
TVC

Santos oferece aumento a Ganso e dá tempo para o meia pensar

1 SET 2012 - 10h:30Por Redação

Dirigentes do Santos se reuniram na tarde desta sexta-feira com o meia Paulo Henrique Ganso para oferecer uma nova proposta de aumento salarial. O jogador recebe hoje cerca de R$ 130 mil, um dos vencimentos mais baixos entre os titulares. A própria cúpula do Peixe reconhece que a quantia está desvalorizada e tenta convencer o jogador a aceitar o reajuste, mantendo o tempo do contrato até fevereiro de 2015.

Após apresentarem a proposta para Ganso, os dirigentes do clube deram tempo para o atleta analisar a oferta e só depois responder. Participaram da reunião o vice-presidente Odílio Rodrigues, o gerente de futebol Nei Pandolfo, além de Pedro Luiz Conceição, integrante do Comitê de Gestão, representando o Santos. Enquanto isso, só o atleta conversou sozinho, sem a presença de familiares ou agentes da DIS, empresa responsável pelo gerenciamento de sua carreira.

Ganso tem quatro patrocinadores pessoais e consegue ganhar mais com essas receitas do que com o salário. Segundo pessoas envolvidas na negociação, o fim da novela está próximo e deve ter um capítulo final na próxima semana, seja lá qual for a decisão do camisa 10.

- Não faz sentido a cada nova reunião nós nos manifestarmos. Isso não contribui para nada. O Santos pretende a permanência do atleta e isso está claro na nota oficial (emitida naquinta-feira) - limitou-se a dizer Pedro Luiz.

Esta não é a primeira vez que as duas partes buscam um acordo, mas no passado todas as tentativas naufragaram. Paralelamente ao encontro entre Ganso e Santos, o São Paulo permanece interessado no jogador, mesmo depois de oferecer duas propostas já recusadas pelo atleta. Também nesta sexta, Adalberto Batista, dirigente do Tricolor, rebateu as insinuações de um possível aliciamento sobre o meia e reiterou interesse em sua contratação.

Nesta quinta-feira, dirigentes do Peixe já haviam se encontrado com o camisa 10 para passar apoio e respaldar o jogador, depois dos protestos da torcida, durante a derrota por 3 a 1 para o Bahia.

O atleta, que sentiu uma lesão na coxa esquerda e está fora do jogo contra o Sport, domingo, na Ilha do Retiro, tem multa nacional avaliada em R$ 53 milhões. Seus direitos são divididos entre Santos (45%) e DIS (55%), também responsável por agenciar a carreira do jogador. 

 

Deixe seu Comentário

JORNAL DO POVO MOBILE

TVC Canal 13

JORNAL DO POVO