Rádios On-line
7919

Todos os medalhistas paralímpicos dos jogos de Londres são beneficiários do Bolsa Atleta

10 SET 2012 - 15h:32Por Redação

 Todas as medalhas paralímpicas brasileiras em Londres foram conquistadas por competidores beneficiados pelo programa Bolsa Atleta, principal programa do governo federal de apoio aos desportistas brasileiros. Dos 182 atletas que participaram dos Jogos Paralímpicos de Londres, 156 são beneficiados pelo programa, ou seja, 85% do total.


A presidenta Dilma Rousseff destacou em nota, no último domingo (9), a importância do suporte que o governo brasileiro presta aos seus esportistas por meio do Bolsa Atleta. “O governo brasileiro intensificará o apoio a seus atletas para que um número cada vez maior deles tenha condições de treinar e se dedicar ao esporte”, disse.

O Brasil conquistou a classificação inédita de sétimo colocado no quadro geral de medalhas dos Jogos Paralímpicos. Nos dez dias de competições, os atletas brasileiros subiram ao pódio 43 vezes: foram 21 ouros, 14 pratas e 8 bronzes. Os destaques ficaram para a natação e o atletismo, que ganharam juntos 32 medalhas para o Brasil, sendo 16 de ouro.

O presidente do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), Andrew Parsons, destacou no último domingo o apoio do governo federal na preparação do Brasil para os Jogos Paralímpicos Londres 2012. Foram destinados pelo governo R$ 12 milhões para o Comitê, apenas este ano.  "Tivemos um planejamento estratégico em conjunto com as confederações e com o governo federal, que garantiu apoio a todas as modalidades disputadas em Londres", explicou.

Para os Jogos Rio 2016, Parsons disse esperar contar, além dos investimentos públicos, com aumento do interesse de entidades privadas em patrocinar o esporte paralímpico. “Vamos rever nossa meta para 2016. Estou certo de que o governo federal, que nos ajudou a chegar ao sétimo lugar em Londres, vai continuar investindo, mas precisamos da iniciativa privada", disse. "Onde houve investimentos, o movimento paralímpico mostrou resultados”.

Bolsa Atleta – Criado em 2004, o Bolsa Atleta é o maior programa de auxílio individual e direto aos esportistas no mundo.  Estão previstos, apenas para 2012, o investimento de mais de R$ 60 milhões para o programa.

Em 2011, o programa passou por reformulações e foi ampliado em mais de 30% o número de beneficiados e concedidas 4.243 bolsas a atletas de 53 modalidades olímpicas e paralímpicas.

Dividido em cinco categorias – estudantil, de base, nacional, internacional e olímpica ou paralímpica – o valor da bolsa mensal depende da categoria em que o atleta se enquadra, variando de R$ 370 até R$ 3.100. O atleta recebe o dinheiro em sua conta, sem intermediários, e passa a ter a segurança de uma renda mensal.

O critério para a seleção dos bolsistas depende exclusivamente do mérito. São selecionados os três primeiros colocados nas competições oficiais do ano anterior e aqueles que participaram dos últimos Jogos Olímpicos ou Paralímpicos.

Em site criado pelo Ministério do Esporte, é possível conferir os bolsistas que participaram dos Jogos Paralímpicos de Londres: http://www.esporte.gov.br/londres2012/delegacao.jsp

Bandeira Paralímpica – A cidade do Rio de Janeiro, que vai sediar os próximos Jogos Olímpicos e Paralímpicos em 2016, recebeu no último domingo, a bandeira paralímpica. A passagem da bandeira, recebida pelo prefeito Eduardo Paes, foi feita durante a cerimônia de encerramento das Paralimpíadas londrinas e contou com um show brasileiro de música e dança.

Os Jogos Paralímpicos Rio 2016 serão realizados de 7 a 18 de setembro, logo depois das Olimpíadas , e contarão com cerca de 4,2 mil atletas de mais de 150 países. No Rio, as Paralimpíadas terão dois novos esportes, o paratriatlo e a paracanoagem, em um total de 22 modalidades.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13

Ver Todos os Programas da TVC
JORNAL DO POVO
JORNAL DO POVO
7300