Rádios On-line
11320

Torre da Aden pode ser retirada em 15 dias

Diretor Eli Ribeiro afirma medo de refletor pendurado cair é praticamente diário

11 OUT 2012 - 09h:31Por Claudio Pereira/JP

A preocupação está na cara de Eli Ribeiro de Oliveira, diretor da Associação dos Empregados da Noroeste (Aden). Em uma breve conversa, ele falou por diversas vezes que tem medo de ver o refletor do campo de futebol, que está pendurado desde 27 de setembro de 2010, data do vendaval que destruiu parte da cidade, cair no gramado ou até fora dele.

Eli garante que já conversou com representante de uma empresa a fim de retirar a torre de iluminação. “Falei com ele no fim de setembro, mas ele afirmou que precisa ter uma folga para fazer, que está com muito serviço. Quanto mais rápido for feito, melhor para todo mundo”, frisou. No entanto, ele não quis revelar a empresa consultada. “Fico preocupado. À noite, se bate um vento, eu nem durmo”, salientou.

Apesar da preocupação, o diretor acredita que o material não cairá na rua. “Só se der outro vendaval como aquele. Mas nunca se sabe. Mesmo assim preocupa porque o outro caiu né”. A expectativa é que tudo se resolva o mais rapidamente possível. “Que vamos tirar, vamos, pode ter certeza. Espero que nos próximos 15 dias. Hoje [quarta] mesmo vou conversar com o rapaz e quero uma data. Espero que, com esses dois feriados, esse tempo maior, se resolva a questão”.


CONTRATO

Eli contou que teme a rescisão de um contrato que tem em vigência com uma escolinha de futebol devido à indefinição sobre a retirada do refletor. “Eles usam meio campo apenas quando está ventando. Tem muitos pais, com medo, que não estão autorizando os filhos virem participar”.


DECISÃO

Mesmo querendo o fim do problema, o diretor da Aden não deixou de assumir uma parcela de culpa pelo imbróglio. “Deveria ter tomado uma decisão mais rápida. Mas a vida ensina. O correto seria mandar retirar logo. Mas tem custos para isso e desde quando decidimos ir atrás, está difícil de arrumar guincho também. Foi péssimo ter caído, é muito prejudicial. Mas não tem como lutar contra a mãe natureza”, encerrou.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13