Rádios On-line
CONSULTA AO MÉDICO

É preciso agir rápido para vencer o cancer de mama

Exames preventivos e cuidados com a saúde são armas contra um inimigo perigoso: o câncer de mama

5 ABR 2017 - 17h:12Por Redação SE7E

Batizada de “ciência da mulher”, a ginecologia é e sempre será uma constante em todas as fases da vida de uma mulher. Desde as primeiras consultas, até as últimas, é de extrema importância que a mulher procure um especialista para aprender sobre cuidados que, muitas vezes, podem evitar doenças silenciosas e quase imperceptíveis.


A primeira menstruação é sempre um grande acontecimento na vida de qualquer mulher, porque, com ela, chegam grandes mudanças físicas e emocionais. Entender essas mudanças nem sempre é fácil. Por isso, um acompanhamento certo e na hora certa, torna esse período menos desconfortável. 


Formada pela Famerp (Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto-SP), a ginecologista Larissa Turchiari Zucca afirma que esse primeiro contato com um profissional da área também é importante por questões de conscientização de dois grandes problemas da sociedade: o vírus HPV e a gravidez indesejada. A médica disse que o vírus é responsável por 100%  dos casos de câncer de colo de útero, e, mesmo com o grande volume de informações, ainda gera preocupação devido à baixa procura pela vacina disponibilizada gratuitamente para meninas de 9 a 13 anos. 


Segundo a médica, em setembro de 2015 apenas 49,63% das meninas de 9 a 13 anos tinham sido vacinadas no país. O aumento dos casos de câncer de colo de útero poderia ser mais combatido com o acompanhamento de um especialista e a vacinação.


Larissa reforça que é importante esclarecer aos jovens dúvidas da primeira menstruação e orientá-las desde cedo sobre a importância da vacinação e de outros cuidados com a saúde. Assim como o HPV, a taxa de grávidas durante a adolescência merece bastante atenção porque interfere em outros aspectos, como a evasão escolar, abortos e crianças abandonadas como resultado de má orientação. “Quando a menina inicia sua vida sexual, orientá-la dos riscos de uma gravidez não planejada é essencial”, diz a médica.


A VIDA EM RISCO


O câncer de mama é o mais comum entre mulheres, responsável por 25% dos novos casos a cada ano. É também o segundo tipo mais frequente no mundo, perdendo apenas para o de pele. Afeta principalmente mulheres com mais de 50 anos e segue considerado raro em mulheres antes dos 40. 


Em Três Lagoas são diagnosticados 4 novos casos da doença por mês. Apesar do número considerado baixo, o mastologista Luiz Otávio Zucca - formado pela Faculdade de Medicina de Catanduva (SP) e especialista em Mastologia pela Famerp - afirma que cuidados com a saúde e a realização de exame preventivo periódico são indispensáveis à saúde da mulher, desde a entrada na vida sexual até a velhice. 

“Não é fácil quando uma mulher se depara com um diagnóstico desses. Além de afetar a paciente, o diagnóstico de câncer afeta toda a família. Quando falamos em câncer de mama, estamos falando de um órgão nobre de toda mulher. Um órgão de estética e de autoestima”, cita.


Um câncer descoberto no começo possui maior chance de cura, mesmo com a necessidade de retirada da mama e a cirurgia de reconstrução. “O que muita gente não tem conhecimento é que Três Lagoas está preparada para lidar com esse tipo de câncer e oferecer todo o tratamento necessário, inclusive a reconstrução mamária”, afirma.


Luiz Otávio afirma também que apesar de toda a necessária preocupação com o câncer de mama, a visita ao mastologista deve ser feita mesmo quando não há indícios da doença. Afinal, a especialização identifica e trata outros problemas que também podem ocorrer nas mamas, como nódulos e cistos.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13