Rádios On-line
8992
ENOCOMIA

Como gastar e o que fazer com o dinheiro do FGTS

Quitar as dívidas e criar uma reserva de emergência estão entre as dicas

9 AGO 2019 - 07h:41Por Redação

Ficou animado com a possibilidade de sacar até R$ 500 das contas ativas e inativas do seu FGTS? Já fez até planos do que fazer com o dinheiro? Calma, calma! Antes de sair por aí gastando moeda por moeda, dá só uma olhada nas dicas do Amerson Magalhães, diretor de operações da Easynvest. Spoiler: se você não gastar e investir, pode fazer a grana render muito! Confira:

1. Quite suas dívidas
“Segundo a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), da Confederação Nacional do Comércio, Bens, Serviços e Turismo (CNC), 63.47% das famílias brasileiras estão endividadas. Por isso, se você tem qualquer dívida – seja financiamento, empréstimo ou parcela atrasada no cartão de crédito – a prioridade é usar o dinheiro do FGTS para quitá-la. Afinal, os juros cobrados em dívidas são maiores do que a rentabilidade de qualquer investimento.”

2. Comece a investir
“Provavelmente você não contava com o dinheiro do FGTS e, talvez, ele não tenha um destino certo. Por isso, não há motivos para gastá-lo desnecessariamente, afinal você pode fazê-lo render mais! O Fundo de Garantia apresenta desempenho abaixo da inflação desde 1999 e tem rendimento de 3% ao ano. O Tesouro Selic, por exemplo, está rendendo 6,5% no mesmo período.”

Segundo a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), da Confederação Nacional do Comércio, Bens, Serviços e Turismo (CNC), 63.47% das famílias brasileiras estão endividadas (Foto: Reprodução)


3. Tenha uma segurança financeira
“Apesar de você sacar o benefício, vale continuar encarando-o como uma forma de segurança financeira e aplicar a quantia em um investimento de longo prazo.”

4. Turbine (ou crie) sua reserva de emergência
“A reserva de emergência é uma grana que estará a sua disposição caso role algum imprevisto, sem que você precise se endividar. Especialistas recomendam que o montante some cerca seis meses dos custos mensais, mas você pode começá-lo justamente com o Fundo de Garantia. Um dos investimentos mais escolhidos para criar a reserva é o Tesouro Selic, pois oferece liquidez diária (possibilidade de resgatar o dinheiro a qualquer momento), baixo risco, rendimento acima da poupança e baixos valores de aportes iniciais.”

5. Já investe? Faça um novo investimento e diversifique a carteira
“Já quitou as dívidas e está com a reserva de emergência 100%? O dinheiro do saque do FGTS pode ser uma ótima oportunidade para diversificar a carteira e aplicar em novos rendimentos. Tudo indica que a renda variável viverá um ótimo momento. Se tiver coragem, é interessante explorar investimentos diferentes, como as ações.”

Fonte: Revista Glamour

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13