Rádios On-line
DE OLHO NELES!

Quatro marcas de empreendedoras pretas para seguir

Alguns saem em desvantagem quando o assunto é visibilidade. Vamos conhecer?!

14 SET 2020 - 11h:45Por Redação

Não é fácil ser preto numa sociedade tão desigual. E quando o assunto é visibilidade, os números são claros entre o sucesso de empreendedores brancos e pretos.

Nosso papel é promover a igualdade sociorracial, e aqui estão cinco marcas incríveis de empreendedores negros para você seguir, apoiar, se inspirar e consumir. <3

EXAUSTA

“Todo mundo está exausto por algum motivo”, diz Nirvana, uma das sócias da Exausta (@exaustaaf), marca que conquistou a internet com camisetas bordadas ou estampadas com a palavra que dá nome à grife – e seu senso de humor. Fundada há três anos por quatro amigos (além dela, Vinícius Miyake, Wilson Wenceslau e Matheus Carneiro) que, na época, trabalhavam em escritórios e queriam encontrar uma maneira de extravasar a criatividade, a label hoje oferece muito além de t-shirts: conjuntinhos, bucket hats e maiôs integram também o mix. Amante da cultura pop e da arte – seja ela clássica ou pós-moderna –, a turma pesca referências desses universos e as traduzem em uma moda street e colorida. Democrática, pode ser comprada pelo e-commerce (https://exausta.com) ou em uma das 12 unidades da multimarcas Void espalhadas pelo País, e tem fãs como Pabllo Vittar e Bruna Marquezine. Faz parte dos planos do quarteto abrir uma loja própria, para refletir o universo da Exausta. “Como uma mulher negra, sempre trago negritude”, conta Nirvana. “Quero dar suporte, contratar equipes negras. Valorizar os artistas e profissionais em que acreditamos. Ajudar com visibilidade e dinheiro.” Tudo isso sem jamais perder o toque de ironia.

Ver essa foto no Instagram

LE SACRIFICE DROP // ONLINE camiseta exausta cla?ssica bege & short sweet dreams www.exausta.com

Uma publicação compartilhada por Exausta Corp (@exaustaaf) em

A-AURORA

Aos 22 anos, Izabella Suzart nem havia se formado no curso de desenho industrial na PUC-Rio ainda, mas já se dividia entre a faculdade e a sua marca de sapatos, a A-Aurora (@sigaaaurora). Passada meia década, a label reúne clientes como Ludmilla e Djamila Ribeiro, um espaço próprio em Botafogo (no Rio) e colaborações com estilistas como Angela Brito e Isaac Silva. Mas algumas coisas não mudaram. Um dos primeiros modelos feitos pela designer, a sandália de couro com salto bloco Olivia, segue como um dos maiores hits da grife – ela chegou a ser exibida no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro como parte da exposição O Design e a Madeira, em 2015. “Ela é confortável e leve porque tiramos o miolo do salto”, explica Izabella, que usa materiais como madeira de reflorestamento, pele de salmão com tingimento natural e corda.

Ver essa foto no Instagram

ÚLTIMOS PARES Nossos últimos pares do modelo Tereza, Dahlia e Cátia ainda estão com desconto até o final do mês. Lembrando que esses modelos não serão mais lançados. Esse essa chance de quem quer ter um modelo nosso possa garantir o seu. Acesse nosso link na bio e confira as unidades dos modelos. Insira seu cupom na caixa localizada na página de cada produto e obtenha sua obra de arte.

Uma publicação compartilhada por A-AURORA (@sigaaaurora) em

VERKKO

Carioca, a Verkko vai do beachwear à alfaiataria, passando por coleções temáticas de Carnaval, mas sempre fiel ao seu estilo descomplicado. Lançada no fim de 2014 por Thaís Delgado (que vive no Rio de Janeiro), hoje tem também como sócio Ézio Evy (que mora em Brasília) – e os dois dividem a produção entre as cidades. “Fiz faculdade de moda no Senai, mas não foi fácil encontrar estágio, por questões raciais mesmo. Tenho pais empreendedores [nas áreas de arte visual e fotografia] e vi um gap de marcas de designers negros no mercado. Por isso, decidi ter o meu próprio negócio. Sentia falta dessas referências, queria ocupar esse espaço”, conta Thaís.

Ver essa foto no Instagram

Essa sou eu, Thai?s Delgado ( @_____thais____delgado_____ ), diretora criativa da @_verkko_ . O retrato e? do Pedro Pinho (@pdrpinho). Na foto eu uso uma das minhas criac?o?es, o Top Solange. De acordo com um ditado ioruba?, somente as coisas vivas podem produzir barulho, “e o fazem a? sua maneira”.

Uma publicação compartilhada por VERKKO (@_verkko_) em

THEMBA

Costureira profissional, Thainá Sagrado queria ter mais liberdade para desenvolver criações autorais. Foi por isso que começou a Themba em novembro passado, com uma coleção-cápsula composta por saias, vestidos e calças que ela mesma corta, modela, monta e borda. Os designs com linhas minimalistas são todos feitos em tecido preto e decorados com contornos de silhuetas femininas em linha branca. “As mulheres da minha família são a minha inspiração. Os traços remetem aos caminhos que elas percorreram”, conta. As criações homenageiam personagens como sua bisavó Atila (nome do vestido mais vendido) e a avó Luisa, e são feitas sob medida e com produção de apenas 20 peças de cada modelo, que podem ser encomendadas pelo Instagram da marca (@vestirthemba).

Ver essa foto no Instagram

Coleção SENTIDO.s - Vestido Átila

Uma publicação compartilhada por THEMBA (@vestirthemba) em

Com informações de Vogue.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13
  • Programas: