Rádios On-line
7920
Hospital Auxiliadora
CAMPANHA

'Faça Bonito': Servidores de Inocência saem às ruas para mobilizar a população

Mobilização faz parte da Campanha Nacional de Combate à Exploração e Abuso Sexual Infantojuvenil

16 MAI 2018 - 14h:08Por Da redação

Em alusão ao Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, os servidores da comarca de Inocência foram às ruas, na segunda-feira (14), mobilizar a população a combater e prevenir a violência sexual praticada contra crianças e adolescentes.

A ação faz parte da campanha nacional “Faça Bonito. Proteja nossas crianças e adolescentes", liderada em MS pela Coordenadoria da Infância e da Juventude, que visa coibir e diminuir o número de abusos.

Pela manhã, a mobilização percorreu a cidade com objetivo de estimular o debate do problema, esclarecer dúvidas e sensibilizar a população, por meio da distribuição de panfletos, adesivagem de carros e fixação de cartazes da campanha no comércio local. A operação teve a parceria da Polícia Militar da cidade e da Rede Socioassistencial.

Ainda no período matutino, participaram da mobilização servidores do Poder Judiciário, do Ministério Público e da Defensoria Pública local.

No período da tarde, as atividades continuaram na Secretaria de Assistência Social com a realização de palestras e a exibição do filme “O Silêncio de Lara”, que conta a história de uma adolescente que sofreu abuso desde a infância e resolveu acabar com o segredo dos abusos.

Participaram da realização do ciclo de eventos os servidores municipais da Secretaria de Assistência Social, Secretaria de Saúde, Secretaria de Educação e Conselho Tutelar.

O objetivo da Campanha Nacional de Combate à Exploração e Abuso Sexual Infantojuvenil é estabelecer um conjunto de ações que permitam a prevenção e o enfrentamento da violência sexual contra criança e adolescente, além de mobilizar e conscientizar a sociedade.

Completando 18 anos de mobilização, a data 18 de maio ficou conhecida como o “Caso Aracelli”, um crime bárbaro ocorrido há 40 anos. A menina na época tinha 8 anos e foi sequestrada, violentada e cruelmente assassinada no Espírito Santo. Seu corpo apareceu seis dias depois carbonizado e os seus agressores, jovens de classe média alta, nunca foram punidos.

Assim, a intenção do 18 de maio é destacar a data para mobilizar e convocar toda a sociedade a participar dessa luta e proteger as crianças e adolescentes, pois esta data reafirma a importância de se denunciar e responsabilizar os autores de violência sexual contra a população infantojuvenil.

A Coordenadoria da Infância e da Juventude, visando um ato uniforme no Poder Judiciário de MS, encaminhou para as Comarcas materiais e adesivos com o intuito de que todas possam desenvolver a campanha.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13

Ver Todos os Programas da TVC
7300