Rádios On-line
JUSTIÇA

TJ inaugura Fórum em Inocência

Com 931,92 m², o prédio tem gabinete, sala de audiência, plenário do Tribunal do Júri, cartório cível/criminal e cartório do Juizado Especial

18 JAN 2017 - 10h:19Por TJMS

No início desta semana a população inocenciense inaugurou o prédio do Fórum, a obra custou ao Poder Judiciário R$ 2,6 milhões e foi pensada para reafirmar os valores institucionais e levar a justiça mais próxima do cidadão.

O prédio recebeu o nome de Fórum Nercírio Ferreira Leal. A esposa do ex-prefeito que deu nome ao prédio da justiça, Raulina Latta Leal, estava presente e não escondeu a emoção. Ela, que completa 85 anos na próxima semana, lembrou de como era a cidade de Inocência no tempo em que o marido respondeu pelo Executivo Municipal.

“Homenagem justa porque ele fez muita coisa por Inocência e sempre o acompanhei. Se ele estivesse aqui, ficaria muito contente em ver essa obra. O primeiro fórum da cidade foi na década de 80, quando ele foi prefeito”, lembrou.

O presidente do Tribunal de Justiça de MS, Des. João Maria Lós, explicou que a construção dessa obra é a materialização da presença do Poder Judiciário na cidade de Inocência, pois um prédio dessa dimensão na comarca de primeira entrância mostra a preocupação que o Judiciário tem de se estabelecer, de fincar raízes e aproximar o Judiciário do cidadão de uma forma permanente.

O juiz Cássio Roberto dos Santos, que responde pelo Foro de Inocência, ressaltou que a obra vem suprir uma carência antiga da comarca, pois até então o serviço Judiciário vinha sendo prestado em um local adaptado e inapropriado, onde havia falta de espaço para acomodar a estrutura do Judiciário e receber bem seus usuários.

“Inocência, conhecida como a Cidade do Romance, é uma comarca afastada dos centros urbanos, sendo imprescindível que aqui exista toda a estrutura para a prestação jurisdicional. A demanda é crescente, o que se nota pelo aumento considerável das ações que aportam dia a dia perante a vara, fruto do fomento econômico, do fácil acesso e da proximidade do Poder Judiciário do usuário dos nossos serviços”, completou o juiz.

Com 931,92 m², o prédio tem gabinete, sala de audiência, plenário do Tribunal do Júri, cartório cível/criminal, cartório do Juizado Especial, salas para conciliação, para assessoria, distribuição, secretaria, para oficiais de justiça, assistente social, Defensoria, Promotoria, OAB, banheiros coletivos e hall de entrada com espera climatizada.

Outro ponto muito significativo é a sustentabilidade e eficiência energética, baseando-se nas questões ambientais e nas orientações do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Por isso, o prédio tem sistema de captação, armazenagem e reaproveitamento de águas pluviais para limpeza externa e molhagem do jardim, condicionadores de ar tipo split, telhas termoacústicas, pintura de paredes externas em cores predominantemente claras, luminárias e lâmpadas de alta eficiência.

A comarca de Inocência foi criada pela Lei nº 664, de 18/09/86, instalada no dia 23 de janeiro de 1987, e atualmente compreende o município de Inocência e o distrito de São Pedro. 

Deixe seu Comentário