Rádios On-line
8502
Prefeitura PROREME 10 a 3011
DIVERSIFICAR PRODUÇÃO

Agricultores familiares recebem 20 mil mudas de abacaxi

As mudas foram distribuídas para 28 famílias agrícolas do município de Fátima do Sul

3 JUL 2017 - 09h:21Por Redação

Com o intuito de estimular a diversificação no cultivo e a melhoria na renda dentro da agricultura familiar, a Agraer (Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural) distribuiu recentemente 20 mil mudas de abacaxi, tipo pérola e havaí, para 28 famílias agrícolas do município de Fátima do Sul.

“É uma ajuda valiosa para os produtores, municípios e todo mundo envolvido. Uma muda não sairia por menos de 70 ou 80 centavos e faz a diferença no orçamento. Eu, por exemplo, peguei 300 mudas. É só fazer a conta que eu teria de desembolsar uns R$ 240,00”, calcula João Galindo, proprietário do sítio São Miguel.

A medida foi tomada com base em um levantamento feito Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural (CMDR) que constatou carência de incentivo na fruticultura, no município, e levou ao conhecimento da diretoria da Agraer. “Na recente visita do diretor-presidente da Agraer, Enelvo Felini, ao escritório da Agência em Fátima do Sul, houve uma reunião e, de imediato, a direção se comprometeu em autorizar a doação das 20 mil mudas de abacaxi para os produtores. Uma ação que irá contribuir com a fruticultura na cidade e, futuramente, servirá para abastecer a Ceasa de Dourado assim for construída”, afirmou o coordenador da Agraer de Fátima do Sul, Márcio Bonette.

Dentro da agricultura familiar a fruticultura é considerada uma atividade rentável por ter rentabilidade 10 vezes maior do que a lavoura de soja em uma pequena propriedade. “Além de viabilizar a mão de obra familiar, proporciona uma boa renda mensal, principalmente, para os filhos dos agricultores que, na maioria das vezes, pela falta de opção vão trabalhar no centro urbano da cidade se submetendo a baixos salários”, justificou o coordenador da Agraer.

O produtor Salomão Menezes é um que procura trocar os grãos pela fruta cítrica tão bem apreciada pelo consumidor em sucos, doces e consumo in natura. “É uma boa ação para incentivar a diversificação de cultivo porque o cultivo de milho e soja está cada vez mais difícil para  o pequeno produtor. O custo com defensivos agrícolas é muito alto e o custo-benefício se torna baixo. Hoje, você ocupa cerca de 80% da propriedade para a soja e o milho, se quiser ter uma renda, e sobra pouco ou quase nada para a cultura de subsistência que é onde se planta as coisas para a alimentação da família”, alegou o agricultor Salomão Menezes, dono do sítio São Pedro.

De acordo com a Agraer de Fátima do Sul, também está sendo dado um suporte na distribuição das mudas para as famílias que estão sem condições de transporta-las. “Na primeira etapa, foram beneficiadas 28 famílias de agricultores e a Agência continuará a cadastrar novos produtores interessados na segunda etapa”, contou o técnico.

“É uma boa ação para trazer melhoria as nossas vidas. A gente vê nesse trabalho e em outros que o Márcio [técnico da Agraer] é um funcionário que trabalha mais do que para o Estado, ele trabalha pensando no favorecimento do agricultor familiar, não está só pela profissão. A gente sente pela atenção e a assistência técnica dada”, garantiu o produtor Salomão Menezes.

E do que depender dos esforços o trabalho só tente a prosperar, pois novas parcerias estão sendo firmadas.  “A prefeitura municipal é parceira, pois está disposta  a colaborar com a diversificação das atividades agropecuárias na município tanto  para a geração de renda como para criação de empregos e permanência dos agricultores no campo”, explicou.

Em Fátima do Sul, a Agraer segue com projetos audaciosos para promover a pequena produção. “Em uma reunião com a prefeita [Ilda Machado] apresentamos aos produtores outros projetos do governo do Estado de desenvolvimento agrícola, como a expansão da cultura do urucum, criação de peixes, certificação para comercialização local em mercados e outros estabelecimentos, o SIM – Serviço de Inspeção Municipal, implantação de agroindústria e manejo no rebanho leiteiro”, listou o técnico.

(Informações do site Notícias MS)

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13

Ver Todos os Programas da TVC
Dá Negócio
6864