Rádios On-line
COMBATE A INCêNDIOS

Câmara Setorial das Florestas é destaque em lançamento de Campanha

Lançamento da 6ª Campanha de Prevenção e Combate a Incêndios foi realizado na sede da Casa Rural, na Federação da Agricultura e Pecuária de MS (Famasul)

4 MAI 2018 - 14h:00Por Redação

No lançamento da 6ª Campanha de Prevenção e Combate a Incêndios, na sede da Casa Rural, na Federação da Agricultura e Pecuária de MS (Famasul), o secretário de Estado  Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar, Jaime Verruck, destacou o trabalho – resultado da parceria do Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul) com a Superintendência Estadual do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama) – de manejo integrado do fogo, onde se busca conciliar o uso da queimada, dentro do setor produtivo, de forma ecologicamente correta e preventiva.

Realizada em todo País pelo Ibama, a experiência de manejo integrado do fogo é trabalhada em forma de teste em Mato Grosso do Sul, na região do Pantanal e em algumas áreas indígenas e consiste basicamente em colocar fogo (antes que ele comece de outra forma) e ter o controle dele em todo o processo, respeitando a biodiversidade e a cultura local. “É um olhar novo para questão do combate aos incêndios florestais. Não é simples fazer isso mas nós estamos trabalhando dessa forma aqui no Estado e nos preparando para demonstrar os resultados positivos já no próximo ano”, afirmou Jaime Verruck que, na oportunidade, representou o governador Reinaldo Azambuja.

Ao citar a preocupação com vidas humanas, biodiversidade, perda econômica, poluição e saúde, o titular da Semagro afirmou ser imensurável os prejuízos causados com os incêndios florestais e a importância do trabalho de combate.

Ao classificar o nível cobertura do monitoramento do Estado como sendo adequado ele destacou o trabalho realizado conjuntamente com as empresas do setor e coordenado pela Reflore e o comprometimento do Estado, que entregou há alguns meses, através do Imasul, kits de atendimento rápido, com capacidade de armazenamento de 600 litros de água para serem utilizados nas camionetes da corporação, e mais recentemente entregou duas camionetes ‘marruá’, veículos especiais para acesso em incêndios de maior proporção no campo e ainda um bom número de abafadores, equipamento de grande importância. Ao mesmo tempo o secretário anunciou a aquisição de mais uma dessas camionetes para o reforço dos trabalhos.

O secretário ainda comentou sobre o alto índice pluviométrico no início do ano, e extremamente baixo no mês de abril, que gerou um alerta. “Estamos numa situação de risco elevado, por que essa biomassa está seca e estamos sujeitos a ter mais problemas do que no ano passado.” Com essa afirmação Jaime Verruck disse da preocupação do Estado em antecipar as ações de prevenção, destacando a importância do papel da equipe do PrevFogo para este trabalho.

Sobre as ações voltadas ao setor, o titular da Semagro anunciou o restabelecimento da Câmara Setorial das Florestas de Mato Grosso do Sul, que vem sendo discutida com a Famasul e a Reflore e deve ocorrer no dia 16 de maio, com a finalidade de discutir  economia florestal do Estado, que abrirá a primeira reunião com a escolha de presidente e secretário-executivo e uma pauta extensa já pré programada.

Sobre a Campanha, o presidente da Famasul, Mauricio Saito, destacou que a iniciativa é educativa e, ainda, reforçou as capacitações que o Sistema Famasul oferece na área. “Eventos como esse nos mostram o grande potencial de preservação de Mato Grosso do Sul, com produtores rurais atentos à adesão das novas tecnologias sustentáveis. Com uma cartela de mais de 200 cursos em Mato Grosso do Sul, o Senar/MS já oferece o curso de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais e de Coordenador de Brigadas de Incêndio em áreas rurais”.

O coordenador do PrevFogo e representante do Ibama/MS, Alexandre Pereira, comentou que no Estado a distribuição de focos de incêndio mudou. “A preocupação é essa: a descentralização dos incêndios em todas as regiões. É necessário o manejo integrado do fogo, onde tenta conciliar o uso da queimada, dentro do setor produtivo, de forma ecologicamente correta e preventiva”.

O general do Corpo de Bombeiros, coronel de Melo, falou da importância da conscientização em relação ao tema: “O acidente ocorre quando a prevenção falha”.

O presidente da Reflore MS e do Sindicato Rural de Água Clara, Moacir Flores, pontuou: “É um momento oportuno para fazermos esse trabalho. Os incêndios já geraram em Mato Grosso do Sul imensos prejuízos, por isso, essa campanha é um muito importante”.

“Anualmente temos realizado a campanha junto aos nossos associados e parceiros com o propósito de criar a cultura da prevenção junto à população e aos produtores rurais. Atitudes como atear fogo em lixos, arremessar bitucas de cigarro ou latas para fora do veículo nas rodovias, acender fogueiras perto das matas, deixar de fazer manutenção em caminhões, máquinas e tratores (veículos que quando desregulados podem soltar faíscas pelo escapamento), podem ocasionar incêndios grandes. Pequenas atitudes irresponsáveis no período mais seco do ano podem trazer consequências graves: prejuízo financeiro, desestruturação do solo, morte de fauna, alteração da flora e, em alguns casos, o óbito humano”, ressaltou Moacir Reis.

Na oportunidade o coordenador de Marketing da Reflore MS, Fábio Duarte, apresentou a Campanha deste ano. “O setor de base florestal tem crescido a passos largos em Mato Grosso do Sul, gerando novas oportunidades de emprego, melhorias no meio ambiente e movimentando a economia de várias cidades locais.  Apesar do cenário positivo, dois fatores são ameaças constantes para as florestas: formigas e incêndios”.

Dados de incêndios em MS

De acordo com o Ibama, com relação ao número de queimadas gerais do Estado, em 2016 foram 6.958 focos de incêndios e, em 2017, 7.446; um incremento de aproximadamente 7% de um ano para o outro. Dentre os dados coletados sobre focos de incêndio no ano passado, estima-se que mais de 60% do total tenham ocorrido em áreas do Pantanal. A 6ª Campanha de Prevenção e Combate a Incêndios vem para reforçar a atenção da população sobre a importância da prevenção.

A Campanha acontece em diversos municípios de Mato Grosso do Sul, por meio de ações educativas. A realização é do Sistema Famasul, Reflore/MS e Governo do Estado,por meio da Semagro, junto aos seus associados: Amata, Arborgen, Brasilwood, Corus Agroflorestal, Eldorado Brasil, Fazenda Quilombo, Fibria, Frigg Florestal, Granflor, Grupo Atallah, Grupo Mutum, Lacan Florestal, Niobe, Novo Oeste, Ramires Reflortec, Santa Mônica Reflorestamentos e Vetorial e parceiros, entre eles: Senar, Ibama, Corpo de Bombeiros, Produtores Rurais, Polícia Militar Ambiental e Polícia Rodoviária Federal.

Para denunciar focos de incêndio ligue 193.

(Informações Notícias MS)

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13