Rádios On-line
CINEMA

Museu exibe nesta segunda filme adaptação de Shakespeare

Filme, que mistura teatro, comentário e drama, encena uma versão livre da peça “

25 JUL 2019 - 10h:00Por Redação

O MIS-MS (Museu da Imagem e do Som), em parceria com o Cineclube Marginália, exibe nesta segunda-feira (29), às 19h, “César deve morrer”, com direção de Paolo e Vittorio Taviani. O filme tem classificação indicativa de 14 anos e a exibição tem entrada franca.

O filme, que mistura teatro, comentário e drama, encena uma versão livre da peça “Julius Caesar”, de Shakespeare, em que os atores são detentos da ala de segurança máxima da prisão de rebibbia, na Itália. O longa tem duração de 1h16min e parte dele é em preto e branco.

Os diretores Paolo e Vittorio Taviani ficaram seis meses ensaiando antes de iniciar as filmagens. É o primeiro filme italiano em 21 anos a ganhar o Urso de Ouro no Festival de Berlim (2012). O último havia sido La Casa del Sorriso (1991).

O Cineclube Marginália é remanescente do antigo Cinema de Horror, vinculado ao curso de Letras da UFMS. Mudou seu nome para Cineclube Guarani em 2016 e, depois de votação entre seus membros, utiliza a denominação Marginália. Formado por ativistas de movimentos sociais campo-grandenses, artistas e estudantes universitários, o Cineclube Marginália tem por objetivo descentralizar o acesso à arte e à informação e levar sessões gratuitas de filmes e debates ao MIS.

 Depois da exibição, será realizado um bate-papo intimista entre os colaboradores do Marginália. As exibições do Cineclube acontecem mensalmente, sempre na última segunda-feira do mês. A entrada é franca. O MIS fica no 3º andar do Memorial da Cultura, na Avenida Fernando Correa da Costa, 559, Centro de Campo Grande.

(Com informações do Portal MS)

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13