Rádios On-line
PROJETO

Mussak ressalta a força da inovação

Palestrante, médico e escritor Eugênio Mussak foi o quarto palestrante do projeto RCN/CBN em Ação - Live 2020

24 OUT 2020 - 07h:13Por Marcus Moura

O mundo está passando pela quarta revolução industrial com a revolução digital de processos e serviços oferecidos pelas empresas, disse o professor e fundador da Sapiens Consultoria em Desenvolvimento de Lideranças, Eugênio Mussak, ao abrir a quarta live do projeto RCN/CBN em Ação – Live 2020.

Para Mussak, os grandes espaços de armazenamento em nuvem, a aplicação e uso de internet em automóveis, a impressão 3D e outras novas tecnologias marcam a transformação do período. “Na nossa vida cotidiana, o surgimento dos aplicativos marca a quarta revolução industrial. Não é necessário que a empresa seja grande para ter um aplicativo.Pode ser algo simples como, por exemplo, o mercadinho de bairro”, explica.

Eugênio Mussak avalia que a inovação não deve ser vista apenas como grandes ideias, ou grandes produtos, mas também como pequenas mudanças em certos processos. “Um ato pequeno pode desencadear uma grande mudança”.

Ele defende a teoria apresentada pelo economista e cientista político Joseph Schumpeter, no século passado, que se chama destruição criativa, como algo que inevitavelmente todas as organizações vão passar.

“Independentemente do tamanho, ou da área, as empresas vão passar por uma crise, o que leva a perda de espaço no mercado. E nesse momento que elas passam por esse processo, há uma atualização do que era feito, porque o que vinha sendo feito já não é mais efetivo. Hoje, essa expressão pode ser chamada como inovação”, comenta.

Ele também adota a teoria darwinista para explicar que as organizações (empresas) devem ser encaradas como organismos vivos, que precisam evoluir e se adaptar para sobreviver. “A mudança é extremamente necessária, temos que aceitar a mudança de forma evolutiva, cada dia nós temos uma coisa nova. A empresa é um animal que habita o ecossistema chamado mercado. O cliente está no mercado, o mercado é o cliente. O cliente de 2020 não é mais o mesmo de outros anos, ele está mais informado, tem novos desejos e necessidades”, acrescenta.

Lideranças precisam desenvolver 4 virtudes 

Em resposta à pergunta do diretor de operações do Sebrae-MS, Tito Estanqueiro, sobre como uma liderança deve se reposicionar em face da aceleração da evolução trazido junto com a pandemia, ele disse que gestão, liderança, temperança e justiça são fundamentais para avançar e vencer momentos adversos.  “O medo por um lado é bom porque nos protege do perigo, mas ao mesmo tempo ele nos impede de crescer e evoluir”.

Processo de inovação vai do micro ao gigante

O processo de inovação não é restrito apenas a grandes empresas, lembrou Mussak ao responder a diretora de educação profissional do Senac, Jordana Duenha Rodrigues, sobre o que micro e pequenos empresários devem fazer para superar a crise provocada pela pandemia. “As inovações podem ser pequenas mudanças. O pequeno negócio tem mais agilidade que o grande para fazer movimentos de mudança, na comparação com empresas de porte maior”. 

Informação é essencial para se vencer a crise

Pode parecer um grande clichê dizer que a resolução para os problemas geralmente está próxima, mas na prática, segundo Mussak, “a grande oportunidade para sair da crise está dentro de nós”. Questionado pelo coordenador pedagógico da Unigran Ead, Afonso Guilherme Ferreira Egídio, sobre o que empreendedores e empresários precisam para se adaptar as mudanças, o palestrante foi preciso: informação. “Não fique alienado. Não há nada pior que uma pessoa alienada”.

Aquilo que as máquinas não podem tirar de nós

A quinta revolução industrial vai ser relacionada ao afeto, ao lado humano das relações, aquilo que, segundo Mussak, as máquinas não podem tirar de nós. A afirmação foi feita ao diretor financeiro do Grupo Auto Master, Eduardo Pinheiro. Para ele, a parte técnica das relações entre empresas e consumidores não fala mais alto que a humana. “Não dá para delegar criatividade para as máquinas. As máquinas não têm senso ético moral, isso pertence ao ser humano”.

Nova realidade das organizações em pauta

O próximo palestrante do projeto RCN/CBN em Ação – Live 2020 é o engenheiro e CEO da Great Place To Work, Ruy Shiozawa. O encontro virtual acontecerá no dia 17 de novembro (terça-feira), também às 18h30, e terá como tema principal a nova realidade dos ambientes nas organizações.

Engenheiro de Produção e Mestre pela Escola Politécnica da USP com Especializações nos EUA, Japão e Espanha, Shiozawa possui grande experiência nas áreas de relacionamento com clientes, pré-vendas, tecnologia da informação em empresas de diversos segmentos, tais como Claro, Telefônica, GVT, Diageo e Dow Química.  Foi eleito Executivo de TI do Ano em 2002, além de ter recebido 6 outros prêmios nacionais e internacionais. É influencer no LinkedIn desde 2015. É autor do livro “Qualidade no Atendimento e Tecnologia de Informação”, pela Editora Atlas.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13