Rádios On-line
8046
CRIMES AMBIENTAIS

PMA apreende arma e multa empresa de MS

Crimes foram registrados nas cidades de Aquidauana, Costa Rica e Cassilândia

12 JUN 2017 - 16h:43Por Redação

A Polícia Militar Ambiental (PMA) autuou administrativamente uma empresa de Mato Grosso em R$ 5.519,70, por transporte irregular de madeira serrada. No fim de semana, os policiais ambientais também apreenderam armas e munições e multaram proprietário rural por desmatamento ilegal.

Na noite de sábado, durante fiscalização na rodovia MS-306, na região do trevo próximo à fazenda Monarca, Policiais Militares Ambientais de Costa Rica abordaram um caminhão com placas de Lagoinha (SP), e aprenderam uma carga irregular de madeira serrada. 

O veículo, que fazia o percurso entre o estado de Mato Grosso a São Paulo, transportava 18,4 m³ de madeira serrada em diversos formatos, e o Documento de Origem Florestal (GF) não constava o estado de Mato Grosso do Sul como itinerário. Essa exigência no documento ambiental de transporte é obrigatória e sua falta constitui-se em crime e infração administrativa. A identificação do itinerário serve para evitar que se retirem madeiras ilegais de outros locais, que não constam o com o documento.

O caminhão e a madeira pertencente a uma empresa de Alta Floresta (MT) foram apreendidos. A empresa infratora foi autuada administrativamente e multada em R$ 5.519,70. O material apreendido e o veículo foram encaminhados à Delegacia de Polícia Civil de Costa Rica, e os responsáveis pela empresa responderão por crime ambiental e poderão pegar pena de seis meses a um ano de detenção. 

No domingo, Policiais Militares Ambientais de Aquidauana realizaram fiscalização ambiental e no final da tarde, apreenderam um rifle e munições. Durante abordagem de veículos na BR 419, na região conhecida como Taboco, a 50 km da cidade, os Policiais encontraram com um carvoeiro de 42 anos, um rifle calibre 22, com sete munições. A arma e munições não possuíam documentos e foram apreendidas.

O infrator, residente em Aquidauana, recebeu voz de prisão e foi encaminhado, juntamente com o material apreendido, à delegacia de Polícia Civil daquela cidade, onde ele foi autuado em flagrante por porte ilegal de arma. A pena para este crime é de dois a quatro anos de prisão. 

Em Cassilândia, durante fiscalização ambiental em propriedades rurais do município, na tarde deste domingo (11) , os policiais militares ambientais localizaram uma área de vegetação nativa desmatada ilegalmente, no Distrito de Indaiá do Sul. 

O proprietário rural não possuía autorização ambiental para a atividade. Os policiais mediram a área desmatada ilegalmente com uso de GPS, que perfez 6 hectares destruídos. As atividades foram interditadas e o proprietário da fazenda, residente Cassilândia, foi autuado administrativamente e recebeu multa de R$ 6.000,00. Ele também responderá por crime ambiental, que prevê pena de três a seis meses de detenção. O infrator foi notificado a apresentar um Plano de Recuperação da Área Degradada e Alterada (PRADA) junto ao órgão ambiental estadual.

(Com informações do Notícias MS) 

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13

Ver Todos os Programas da TVC
Dá Negócio
6651