Rádios On-line
8650
Preve Objetivo
MODERNIDADE

Pousadas se preparam para oferecer turismo de luxo

O Brasil ocupa a 4ª posição entre os maiores mercados de turismo de luxo do mundo, de acordo com pesquisa da ITB Berlin e IPK Internacional

8 JUN 2017 - 16h:35Por Redação

Serviços exclusivos e agradáveis, experiências únicas e surpreendentes, conforto e atendimento personalizado. Essas são algumas das características necessárias para que um produto seja considerado de luxo e agrade consumidores exigentes. Algumas pousadas pantaneiras em Mato Grosso do Sul já perceberam esse nicho de mercado e se preparam para oferecer um estilo de turismo onde a ostentação não é prioridade, mas sim a exclusividade.

No primeiro fim de semana deste mês a Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul (Fundtur-MS) foi parceira do Refúgio Ecológico Caiman na realização de uma reunião de troca de experiências com a Brazilian Luxury Travel Association (BLTA), associação que reúne 31 hotéis e operadoras de luxo no país. O evento aconteceu na sede da pousada, no Pantanal de Miranda, ocasião em que pousadeiros e operadores de Aquidauana, Campo Grande, Corumbá e Miranda tiveram a oportunidade de conhecer as boas práticas de outros empresários brasileiros que já oferecem produtos de luxo em seus empreendimentos.

Para o diretr-presidente da Fundtur, Bruno Wendling, as pousadas pantaneiras têm a riqueza das belezas naturais do Pantanal, a cultura do homem pantaneiro e várias ferramentas para se especializar no segmento do turismo de luxo. “Com as adequações necessárias exigidas pela BLTA, este é um produto que temos condições de oferecer, principalmente pela exclusividade da experiência que o turista tem de vivenciar a cultura pantaneira e que outros destinos não têm. Esse é nosso diferencial competitivo e Mato Grosso do Sul pode crescer e explorar essa fatia pequena, mas importante do mercado turístico”, avalia.

Mercado de Luxo

Segundo relatório da International Luxury Travel Market, baseado em dados da Organização Mundial do Turismo, turistas de luxo correspondem a 3% do movimento turístico mundial, representando 25% dos gastos em viagens internacionais. O estudo também mostra que o segmento gerou 25 milhões de viagens no mundo e US$ 180 bilhões, ou US$ 7.200, em gastos por viagem. O gasto médio diário do turista de luxo é oito vezes maior que dos turistas convencionais.

O Brasil ocupa a 4ª posição entre os maiores mercados de turismo de luxo do mundo, de acordo com pesquisa da ITB Berlin e IPK Internacional. O desafio da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) é a consolidação da imagem de outros destinos fora do eixo Rio de Janeiro, São Paulo e Foz do Iguaçu, destinos mais requisitados por turistas com esse perfil. O Instituto trabalha com programas de apoio à comercialização dos destinos em parceria com a BLTA com o objetivo de estabelecer administração descentralizada, a fim de identificar, elaborar e executar ações de promoção.

(Com informações do Notícias MS)

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13

Ver Todos os Programas da TVC
Dá Negócio
6864