Rádios On-line
8030
NOVA FREQUêNCIA

Rádios do Mato Grosso do Sul, migram para FM na próxima semana

Ministro das Comunicações Gilberto Kassab vem ao Estado na sexta- feira cumprir uma importante fase do processo de migração

15 JUL 2017 - 07h:46Por Da redação


Na próxima sexta feira, 21, o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Gilberto Kassab, vem ao Mato Grosso do Sul dar prosseguimento das assinaturas dos Termos de Adaptação de Outorga, com as rádios que operam em amplitude modulada, as AMs, para FM (frequência modulada). 

A visita de Kassab ao Estado faz parte da meta do governo de finalizar ainda em 2017 esta importante etapa de Migração das emissoras do rádio sul mato-grossense. Esta é uma conquista de uma luta iniciada há pelo menos 10 anos e que teve a ativa participação dos presidentes de Associações de Emissoras de Rádio de todos os estados brasileiros, os quais integram o Conselho da Radiodifusão de Rádio da Associação Brasileira de Emissoras Rádio e Televisão – ABERT.  

Aqui em Mato Grosso do Sul a Associação de Emissoras de Radiodifusão (AERMS), é presidida pelo empresário Rosário Congro Neto. De acordo com o presidente, no Estado 12 rádios já completaram o processo de migração de ondas médias para frequência modulada. Na solenidade da próxima sexta-feira, 21 de julho, representantes de 22 empresas de radiodifusão vão assinar o Termo com o Ministério das Comunicações de um total de 51 emissoras de rádio existentes em ondas médias em Mato Grosso do Sul. Destas, 13 outras emissoras já operam em frequência modulada.

“O ato de assinatura do Termo de Adaptação de Outorga vai representar um incremento importante do nosso negócio. Essa mudança de AM para FM, além de fortalecer as emissoras, ainda vai proporcionar tanto para o anunciante como para o ouvinte a recepção de um sinal de mais qualidade no seu rádio e promover uma substancial melhoria nos negócios destas emissoras”, destacou Rosário.

O Grupo RCN de Comunicação que também tem emissora de rádio em Campo Grande há 27 anos – a rádio Concórdia AM-, também vai assinar contrato e migrará a emissora para as ondas de frequência modulada, operando em 93,7 no dial do rádio. A emissora do Grupo RCN de Comunicação sul mato-grossense, deve ser a mais potente da capital já que terá transmissor de 15 KW de potência. Uma parceria já estabelecida com o Sistema Globo de Rádio integrará Mato Grosso do Sul à maior rede de rádiojornalismo do país. A emissora do Grupo RCN entrará em operação na cidade morena, com a bandeira da CBN, a Rádio que Toca Notícia. 

Decreto autorizou migração

A adaptação de outorga é uma antiga reivindicação dos radiodifusores e foi autorizada por um decreto presidencial no governo Dilma. As rádios AM têm enfrentado queda de audiência há anos em consequência da má qualidade da transmissão de sua programação. Estas novas emissoras em frequência modulada poderão ser também sintonizadas em dispositivos móveis como celulares e tablets.

Segundo o MCTIC, as rádios que não estão incluídas neste mutirão precisarão esperar a conclusão deste processo em todos os Estados brasileiros, e algumas, por falta de frequência deverão esperar a conclusão da  digitalização da TV brasileira, que vai liberar espaço no dial para todas as rádios que desejem fazer a mudança. O objetivo do governo federal é finalizar a primeira etapa da migração de 960 rádios ainda em 2017.
 

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13

Ver Todos os Programas da TVC
Dá Negócio
6651