Rádios On-line
EDUCAÇÃO

Reitor da Uems apresenta proposta de criação de Centro da Rila em MS

A proposta é que os CDRs conjuguem interesses acadêmicos e necessidades do território onde as instituições estão instaladas

20 ABR 2018 - 08h:25Por Redação

O reitor da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (Uems), Fábio Edir dos Santos Costa, apresentou a proposta da criação do Centro de Desenvolvimento Regional da Rota de Integração Latino-americana (Rila) em Mato Grosso do Sul, durante o seminário internacional “Instituições de Ensino Superior e Desenvolvimento Regional: parcerias, iniciativas e perspectivas”, que ocorreu nessa quarta-feira (18), na Câmara dos Deputados, em Brasília (DF).

Representando a Associação Brasileira dos Reitores das Universidades Estaduais e Municipais (Abruem), na qual também é Conselheiro, Fábio Edir divulgou as ações da Abruem e da Rede Universitária da Rota de Integração Latino Americana, no evento realizado pelo Centro de Estudos e Debates Estratégicos da Câmara dos Deputados (Cedes).

“Com a união das Universidades do Conselho de Reitores das Instituições de Ensino de MS (Crie-MS) temos o Observatório para análise da viabilidade técnica da construção da ponte que ligará Porto Murtinho (Brasil) a Carmelo Peralta (Paraguai) dentro do projeto da Rila. Então, apresentamos ao Centro de Estudos e Gestão Estratégicos (CGEE), à Câmara dos Deputados e ao Ministério da Educação (MEC), a proposta de criação do Centro de Desenvolvimento Regional da Rila para o nosso MS”, destacou o reitor da Uems.

O objetivo do evento foi delinear uma política nacional de desenvolvimento territorial para o País inserindo, formalmente, as Instituições de Ensino Superior como centrais no processo. Para isso, segundo o deputado federal Vitor Lippi, relator do Seminário, serão criados Centros de Desenvolvimento Regionais (CDR), que funcionarão como articuladores na elaboração de planos estratégicos de desenvolvimento, visando impactos positivos em âmbitos sociais e ambientais.

A proposta de criação dos CDRs é resultado de um estudo realizado, ao longo de dois anos, pelo Cedes –  com a participação de mais de 30 entidades do poder público, da iniciativa privada, da sociedade civil e, principalmente, das Instituições de Ensino Superior – intitulado “Instituições de Ensino Superior e Desenvolvimento Regional: potencialidades e desafios”.

A proposta é que os CDRs conjuguem interesses acadêmicos e necessidades do território onde as instituições estão instaladas. Os estudantes envolvidos serão estimulados a permanecerem na região, desenvolvendo ações empreendedoras junto a suas comunidades e ao setor produtivo do entorno. Já para os professores, o trabalho nos CDRs contará para progressão na carreira.

(Com informações de Notícias MS)

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13