Rádios On-line
CULTURA

Som da Concha apresenta MPBlues e Giani Torres

Apresentações organizadas pela Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul (FCMS) começam às 18 horas, na Concha Acústica Helena Meirelles

4 MAI 2018 - 13h:00Por Redação

Grandes músicos, com estilos e inspirações plurais. O Som da Concha deste domingo (6) une no palco do Parque das Nações Indígenas o talento da banda campo-grandense MPBlues e da cantora douradense, Giani Torres, em shows mais que especiais. As apresentações organizadas pela Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul (FCMS) começam às 18 horas, na Concha Acústica Helena Meirelles. A entrada é franca.

O resgate do bom e velho blues, cantado na língua de Camões, nosso bom e velho português, é uma das grandes sacadas do Projeto MPBlues, banda de Campo Grande formada pelos músicos Luis Ávila (voz e guitarra), Renan Heimbach (voz e bateria), Jorge Costa (voz e baixo) e Willian Justi (guitarra).

Com um instrumental valente e de muita pegada, o quarteto mescla canções conhecidas da música popular e do rock brasileiro com clássicos regionais autorais. Tudo isso com o toque diferencial do som negro do blues. O resultado é uma homenagem a grandes músicos e obras, que ganham uma roupagem com mais balanço.

O repertório conta também com canções do blues regional compostas por artistas do calibre de Zé Pretinho e José Boaventura. O fato de cantar em português é também mais que uma marca: surgiu como uma homenagem a um dos maiores músicos do gênero no Brasil, Renato Fernandes, ex-vocalista da banda Bêbados Habilidosos, morto em 2015, mas que segue lembrado como um ícone do estilo em Mato Grosso do Sul.

Giani Torres – Após lançamento e divulgação de seus dois discos autorais, “Pra falar de Coisas Simples” e o mais recente, “Como Bolhas, Água e Sabão”, a cantora e compositora douradense inicia uma nova fase: festejar a música sul-mato-grossense em boa companhia.

Batizado como “Giani Torres Convida…”, seu novo espetáculo estreou em 2016 tendo como convidados especiais Geraldo Espíndola, André Pantera e Begèt De Lucena. O show foi apresentado em Dourados no Teatro Municipal e em Campo Grande no Teatro Prosa.

No Som da Concha Giani estará acompanhada do cantor Guga Borba e de seu companheiro de devaneios musicais, o cigano Begèt de Lucena. O competente trio composto por Simão Gandhy na guitarra, Helio Cruz nos teclados e Willian Grando na bateria e percussão completa a “cozinha musical”. No palco, vozes e canções se misturam num repertório que contempla a obra dos artistas convidados.

Som da Concha

O projeto da FCMS acontece periodicamente aos domingos, sempre às 18 horas, na Concha Acústica Helena Meirelles, no Parque das Nações Indígenas.

Além dos shows, o Som da Concha conta com o espaço Território Criativo, uma feira onde empreendedores criativos divulgam e comercializam seus produtos de diversas matrizes que movimenta a economia criativa e impulsiona o empreendedorismo da Capital.

A Concha Acústica Helena Meirelles fica no Parque das Nações Indígenas, na rua Antonio Maria Coelho, 6000 Jardim Veraneio. A entrada é franca.

(Informações Notícias MS)

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13