Rádios On-line
CRESCIMENTO

Três Lagoas e 6 cidades da Costa Leste têm potencial turístico, diz mapa

Municípios foram inseridos no novo Mapa do Turismo Brasileiro lançado, nesta terça-feira (12), pelo governo federal

12 JUL 2016 - 14h:22Por Kelly Martins

Sete municípios da região da Costa Leste de Mato Grosso do Sul, entre eles, Três Lagoas, foram inseridos como potencial turístico no novo mapa do Turismo Brasileiro, lançado pelo Ministério do Turismo, nesta terça-feira (12). Também estão na lista Água Clara, Anaurilândia, Aparecida do Taboado, Bataguassu, Brasilândia e Selvíria.

O mapeamento busca identificar as cidades de interesse turístico e aquelas que, de alguma forma, se impactam pelo turismo. A versão 2016 do mapa aponta que, Mato Grosso do Sul, tem 60 dos 79 municípios inseridos como potencial turístico  e que estão divididos em 10 regiões, como Caminhos da Natureza/Cone Sul, que inclui 8 cidades; Bonito/Serra da Bodoquena (8); Caminho dos Ipês (9); Caminhos da Fronteira (3); Grande Dourados (4); Pantanal (5); Rota Norte (11); Vale das Águas (4); Vale do Aporé (3), além da Costa Leste. 

Se comparada com a última versão 2013 do mapa, 19 cidades do estado não foram inseridas na lista. Para o ministro interino do Turismo, Alberto Alves, este redimensionamento contribui para melhorar a capacidade de atuar de forma coordenada com os estados, regiões turísticas e municípios, para desenvolver e consolidar novos produtos e destinos turísticos. “Com um mapa mais enxuto e que retrata de forma mais fiel a oferta turística brasileira, poderemos focar nossos esforços e otimizar nossos resultados, afirmou por meio de assessoria.

 Os 60 municípios do Mato Grosso do Sul se dividem em cinco categorias, de acordo com a categorização dos municípios das regiões turísticas. Dentro da metodologia, as cidades contempladas nas categorias A, B e C contam com 95% dos empregos formais em meios de hospedagem, 93% do fluxo doméstico e têm fluxo internacional. Em todo o país, foram identificados 2.175 municípios em 291 regiões turísticas.

Deixe seu Comentário