Rádios On-line
ELEIÇÕES PRESIDENCIAIS

Aiatolá alerta contra tentativas de prejudicar eleição no Irã

Líder Supremo do Irã, o aiatolá Ali Khamenei alertou, nesta quarta-feira (10), que qualquer tentativa de prejudicar a eleição presidencial de 19 de maio será tratada com severidade

10 MAI 2017 - 15h:27Por Redação

O Líder Supremo do Irã, aiatolá Ali Khamenei, alertou nesta quarta-feira (10) que qualquer tentativa de prejudicar a eleição presidencial de 19 de maio no país será tratada com severidade. As informações são da agência Reuters.

A votação se anuncia essencialmente como uma disputa entre o atual presidente iraniano, Hassan Rouhani, um pragmático que fez campanha prometendo abrir o país ao Ocidente e amenizar as restrições sociais, e seu rival linha-dura Ebrahim Raisi, que ocupou cargos de primeiro escalão no Judiciário durante anos.

A eleição ocorre ao final do mandato de quatro anos de Rouhani, eleito com uma grande vantagem em 2013. Raisi conta com o apoio de Khamenei, de acordo com analistas.

“Fonte de honra”

"Se as pessoas participarem com ordem, comportarem-se moralmente, observarem os parâmetros legais e islâmicos, isso será uma fonte de honra para a República Islâmica. Mas se elas violarem a lei, operarem de maneira imoral ou falarem de maneira que incentive os inimigos, as eleições podem ser vistas como uma derrota", disse Khamenei, segundo um discurso publicado no seu site.

"A segurança de nosso país deve ser completamente preservada durante a eleição", disse Khamenei no discurso, pronunciado diante de uma plateia que incluiu os maiores comandantes da Guarda Revolucionária, a principal força militar e econômica da nação. "Qualquer um que se desvie deste caminho certamente deve saber que será punido", frisou o aiatolá.

(Informações da Agência Brasil)

Deixe seu Comentário