JP NewsFundado em 1949, on line desde 2000
Edição Impressa20 de Maio 2017 - 67 anos - 5.888Ler Jornal
Jornal de Hoje
8322
Nova Estrela Aplicativo
REQUINTES DE CRUELDADE

Cinco são presos suspeitos de matar trabalhador rural em Três Lagoas

Crime ocorreu na madrugada de 31 de dezembro de 2016, próximo à avenida Clodoaldo Garcia

5 JAN 2017 - 16h:48Por Kelly Martins

Cinco pessoas foram presas preventivamente pela Polícia Civil suspeitas de envolvimento no latrocínio (roubo seguido de morte) contra o trabalhador rural Rosalvo de Oliveira Nogueira, de 56 anos, em Três Lagoas. O crime ocorreu na madrugada de 31 de dezembro de 2016, próximo à Avenida Clodoaldo Garcia, no bairro Vila Haro. A vítima foi esfaqueada e morta a pedradas, segundo o Setor de Investigações Gerais (SIG).

O inquérito sobre o caso foi concluído pelo delegado Airton Freitas e deverá ser encaminhado para a Justiça. O assassinato ganhou repercussão por ter sido praticado com requintes de crueldade, já que a vítima foi espancada em três pontos diferentes antes de morrer. Três presos, sendo duas mulheres – de 31 e 32 anos, e um homem – de 39 anos -, confessaram a participação direta no crime. Os outros dois suspeitos foram presos porque estavam no local do assassinato quando a polícia chegou.

A polícia informou à reportagem que os envolvidos foram identificados por meio do circuito interno de segurança de um motel, na avenida Clodoaldo Garcia. As imagens revelam o momento em que o trabalhador é espancado e um dos envolvidos atinge a cabeça dele com um pedaço de concreto.

Vítima foi atingida com pedras, pedaço de concreto, telha e levou uma facada (Foto/Reprodução TVC)

Entenda o caso

De acordo com as investigações, o trabalhador foi até um bar, conhecido na região por ser um ponto de usuários de drogas, na avenida Clodoaldo Garcia. Lá, ele teria consumido cerveja e pagou bebida alcoólica para os clientes, entre eles, duas mulheres e um homem. Percebendo a atitude da vítima, o trio planejou praticar o assalto. “Como ele pagou cerveja para todo mundo, os três acharam que a vítima estava cheia de dinheiro e decidiram então praticar o assalto”, contou um dos investigadores do SIG.

Para isso, uma das mulheres atraiu Rosalvo até uma rua que fica atrás do bar. Ao chegar ao local, o trabalhador acabou abordado pelo suspeito que estava com uma faca e ainda pela outra mulher. Rosalvo resistiu ao assalto e foi então que começou a ser agredido pelos três ladrões. Na ocasião, a vítima levou uma facada nas costas, uma pedrada na cabeça e desmaiou. Os suspeitos acharam que o trabalhador estava morto e fugiram em seguida levando o celular, boné e uma nota de R$ 50 que estava na carteira dele.

“Eles deixaram o corpo de Rosalvo na rua e foram para a outra quadra em um ponto de drogas. Porém, minutos depois, o trabalhador apareceu na rua, muito macucado, tentando caminhar, e os suspeitos ficaram assustados. Eles não esperavam que a vítima ainda estivesse viva e, por isso, decidiram executá-la com receio de serem denunciados”, revelou a Polícia Civil.

Pela segunda vez, o trio agrediu o trabalhador rural com pedras e concreto, no meio da avenida Clodoaldo Garcia. Como havia muitos carros trafegando e com medo de serem identificados, os suspeitos conseguiram arrastar a vítima até uma rua próxima. E lá, Rosalvo foi morto, por volta das 3h da madrugada.

A Polícia Militar foi acionada. Dois dias depois, em uma operação conjunta com a Polícia Civil, todos os envolvidos foram localizados. Eles já respondem criminalmente por furto, roubo e tráfico de drogas.  

 

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13

Ver Todos os Programas da TVC
Dá Negócio
6626