Benefício

Pente-fino do INSS suspende 300 auxílios-doença em Três Lagoas

Beneficiários não passavam por revisão no INSS há mais de dois anos, segundo o Ministério do Desenvolvimento Social

28/07/2017 11:59


O governo federal cancelou, durante pente-fino realizado em todo o país, cerca de 300 benefícios de auxílios-doença de trabalhadores segurados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), em Três Lagoas. No estado foram mais de 1,3 mil, conforme dados do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS). Com o fim dos pagamentos, a União estima uma economia de R$ 13 milhões para os cofres públicos do estado.

O monitoramento focou nos beneficiários que há mais de dois anos não passavam por revisão no INSS, o que é obrigatório. Até a segunda quinzena de julho foram realizadas 2.157 perícias em Mato Grosso do Sul de um total de 7.832 previstas. O MDS informou que 682 benefícios foram convertidos em aposentadoria por invalidez e 20 em auxílio-acidente. Já outros 154 benefícios foram cancelados porque os trabalhadores convocados não compareceram na data e hora agendadas para serem avaliadas pela junta.

O levantamento aponta que foram revisados cerca de 200 mil benefícios de segurados, em todo o país, e desse montante, 160 mil foram cancelados. O governo federal anunciou uma economia de R$ 2,6 bilhões. Após a convocação, o trabalhador tem cinco dias úteis para agendar a perícia pelo número 135. O beneficiário que não atender a convocação ou não comparecer na data agendada tem o benefício suspenso. O não comparecimento já levou ao cancelamento de 20,3 mil benefícios no Brasil.


Kelly Martins