Momentos de terror

Universitária é espancada por namorado em residencial

Após receber mensagem em seu celular a estudante foi brutalmente jogada na cama, levou cabeçadas, empurrões, teve maxilar prensado, sofreu crise epiléptica e foi socorrida por vizinhos que chamaram a Polícia

23/08/2017 16:35


Uma estudante universitária foi brutalmente agredida e ameaçada pelo namorado, um rapaz de 24 anos, na tarde da última terça-feira (22) por volta das 16h em Paranaíba (MS). O caso ocorreu em um condomínio residencial na rua Franklin Augusto Salles, região central da cidade.

Segundo a jovem e de acordo com o boletim de ocorrência, a discussão entre o casal começou após ela receber mensagens em seu celular, momento em que o namorado que estava próximo se irritou e começou a agredir a garota com empurrões.

Dando continuidade nas agressões, enquanto apertava seu maxilar com violência o agressor passou a fazer ameaças dizendo que iria “socar o rosto” da companheira.

Em desespero, ao tentar se soltar do namorado a jovem foi jogada violentamente sobre a cama, onde teve o nariz ferido com cabeçadas desferidas pelo agressor.  

Os momentos de pânico e terror continuaram e, acuada e reclamando que estava sem ar, a jovem pediu para que o rapaz abrisse a janela, momento em que aproveitou para pedir socorro.

Ao perceber que vizinhos notaram o que ocorria, o rapaz ameaçou a jovem mandando que ela dissesse que 'estava tudo bem e que não havia acontecido nada'. Mas testemunhas ouviram os gritos desesperados da estudante e chamaram a Polícia. O agressor fugiu rapidamente do local e não foi encontrado pelos policiais.

A estudante foi levada até o Pronto Socorro apresentando pés enrijecidos devido a uma crise de epilepsia, ferimentos no nariz em decorrêcia das cabeçadas e dificuldade de respirar, além de manchas roxas na perna esquerda devido a outras agressões cometidas pelo namorado.

A mãe do rapaz esteve no hospital visitando a vítima e disse aos policiais que as agressões do filho são constantes e que também já foi agredida por ele.


Leonardo Guimarães