Recuperação econômica

Balança comercial de Três Lagoas fecha 2017 com superávit de US$ 562 mi

Para especialista, números surpreendem e mostram retomada do desenvolvimento econômico na cidade

04/01/2018 15:04


A balança comercial, diferença entre as exportações e importações, encerrou 2017 com resultado positivo de US$ 562 milhões em Três Lagoas. Ao todo, as empresas da cidade venderam para fora do país o equivalente a US$ 1,1 bilhão e importaram US$ 600 milhões. Os dados foram divulgados pelo Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC).

“É um processo de retomada do desenvolvimento. Depois de dois anos de quedas nas exportações, temos um 2017 que superou as expectativas. Você tem uma diversificação nas importações, nos parceiros comerciais e isso representa essa retomada. Agora é esperar o reflexo deste poder de recuperação no setores de comércio, serviços e outros que estão associados à indústria”, comenta o especialista em desenvolvimento econômico, Cristóvão Henrique.

Segundo os dados do MDIC, a celulose continua sendo o principal produto exportado em Três Lagoas. Em 2017, foram vendidos ao mercado internacional o equivalente a US$ 1,05 bilhão, ou 90% de tudo que foi exportado pelas empresas da cidade neste período. Os números são 11% maiores que em relação ao ano anterior. O principal “cliente” continua sendo a China, responsável por adquirir 40% das exportações.

As importações também tiveram destaque, crescendo 37,1% no comparativo com 2016. Foram US$ 600,54 milhões em produtos comprados do exterior. Mesmo com o crescimento, a balança comercial teve um superávit de US$ 562 milhões no ano passado. “Três Lagoas é destaque no cenário nacional, no nosso estado representa um terço das exportações e isso ajuda a nossa cidade, ajuda as contas públicas, ajuda o governo do estado na hora de pleitear emendas junto ao governo federal. Nós temos duas das commodities que tiveram recuperação de preços, a celulose e a soja. A expectativa é que 2018 seja um ano ainda melhor”, afirma o especialista.