Imunização

Três Lagoas ganha mais 50 mil doses de vacina contra Gripe, anuncia prefeito

Instituto Butantã encaminhou doses da vacina após Secretaria de Saúde enviar solicitação de repasse

07/06/2019 10:47


O prefeito de Três Lagoas Angelo Guerreiro (PSDB) anunciou nesta sexta-feira (7), com exclusividade à reportagem da TVC, que o município foi contemplado com mais 50 mil doses de vacina contra Gripe Influenza. Agora, Três Lagoas soma 85 doses da vacina, que serão destinadas à população geral que não pôde receber a imunização durante os meses de abril e maio, quando ocorreu a campanha nacional. A vacina imuniza contra dois tipos da Influenza A (H1N1 e H3N2) e contra um vírus Influenza B.

Segundo o prefeito, as doses já chegaram em Três Lagoas e o Setor de Imunização, ligado à Secretaria Municipal de Saúde, iniciou o repasse das doses para as unidades de saúde ontem mesmo. As vacinas estarão disponíveis para a população a partir de segunda-feira (10).
De acordo com Guerreiro, ao contrário das remessas anteriores que foram enviadas pelo Ministério da Saúde à Secretaria Estadual e, em seguida, para Três Lagoas, desta vez, as doses vieram  do Instituto Butantã, que é o fabricante da vacina no Brasil e fornecedor do Ministério da Saúde. “A secretária de Saúde [Angelina Zuque] encaminhou ao instituto solicitações de repasses da vacina para o município. Como o instituto possuía doses excedentes, acatou e doou uma remessa ao município”, pontua.

EM ALERTA
No início desta semana Três Lagoas recebeu 35 mil doses da vacina da Secretaria Estadual de Saúde, após encaminhamento do Ministério da Saúde. O envio ocorreu devido Três Lagoas ter atingido a meta de vacinação do público-alvo durante o período da campanha e também por conta da elevada quantidade de casos confirmados de vítimas de gripe Influenza H1N1. De janeiro até o momento, 27 casos de H1N1 e um de H3N2 foram registrados no município. Cinco pessoas morreram neste ano.  A liberação para a população geral iniciou na quarta-feira (5). 

SEM TUMULTO
Em entrevista, o prefeito reforçou ainda que não é preciso tumultuar as portas dos postos de saúde da cidade. “Com a quantidade de vacina que o município possui, será suficiente para vacinar todo o restante da população. Cada unidade tem um horário específico para vacinação. Basta ficar atento ao funcionamento do posto do seu bairro e programar-se”, ressalta. 


Tatiane Simon