Tecnologia

O JP 2019

A garantia de fidelidade da notícia e o compromisso de imparcialidade no registro dos fatos são intocáveis desde quando era impresso em tipografia

15/06/2019 10:05


O mais antigo e tradicional periódico em circulação em Mato Grosso do Sul, nos últimos 70 anos, segue cobrindo e registrando a história de Três Lagoas e de cidades Costa Leste com a mesma fidelidade de quando foi criado nos tempos do Estado de Mato Grosso. A garantia de fidelidade da notícia e o compromisso de imparcialidade no registro dos fatos são intocáveis desde quando era impresso em tipografia.

Stênio Congro, em 1962, assumiu a direção do jornal, fundado em junho de 1949.  Ao longo destas sete décadas, o JP nunca se desviou dos objetivos originais e mantém o compromisso de apoiar as causas municipais e estaduais justas e importantes para o desenvolvimento socioeconômico, principalmente de Três Lagoas e região. É assim que mantém a missão de informar, opinar, defender princípios e ideais, além de formar opinião em um momento de grande transformação no modo de divulgar informação.

Em plena era digital da notícia, o jornal conclui que não enfrentou apenas a mudança da impressão da tipografia e linotipia para a offset. Enfrentou períodos de instabilidade política, solavancos da economia, mudanças de comportamento e de padrões sociais.

Hoje, o Jornal do Povo é veículo consolidado que goza de credibilidade entre leitores que confiam na notícia impressa e entre os que preferem a velocidade da informação, na internet. Desde 2002, o JP disponibiliza suas edições e o noticiário do dia-a-dia no site jpnews.com.br e não ficou estático diante do avanço de novas tecnologias. Está presente informação e entretenimento em todas as redes sociais disponíveis.

Neste aspecto, o JP caminha sem dificuldades para enfrentar os desafios de um mundo de comunicação poluído pelas fake news e por projetos aventureiros, que, verdadeiramente, se fundem em seu rápido curso de existência. E, assim, chega aos 70 anos com a certeza de que sua marca indica sua origem, responsavelmente, sem temor ou receio de agradar ou não.

Sólido em seu passado, o Jornal do Povo prossegue abrindo espaço para coberturas, apurando a informação e a opinião dos leitores sempre de maneira combativa e imparcial, em defesa das aspirações da cidade e região, de Mato Grosso do Sul e do País.

Hoje, diversas ações jornalísticas demonstram o quanto o “bom e velho” jornal impresso atua na comunidade. E com a Fundação Stênio Congro, o Jornal do Povo defende os direitos da mulher com a campanha “Mulher Protegida”, que cobra do governo estadual a instalação do dispositivo eletrônico, o “botão de pânico” em Três Lagoas e nos demais municípios da região; mantém a campanha permanente “RCN Solidário”, que defende a sustentação e  manutenção das associações e instituições filantrópicas da cidade; se une a empresas e instituições para a promoção de campanhas de arrecadação de donativos aos mais carentes e para a difusão de cultura, conhecimento e saber.

Entre suas coberturas, o JP acompanha a transformação do antigo “estado rural” de Mato Grosso do Sul em uma potência exportadora que já figura entre as oito maiores do país em negócios com o exterior. A celulose, principal produto da indústria três-lagoense, lidera a lista de produtos do Estado vendidos aqui e exportados.

Para a região, o JP mantém a defesa a recuperação e modernização da rodovia BR-262, que liga a divisa com o Estado de São Paulo à capital Campo Grande e atravessa para Minas Gerais e o Espírito Santo – a nona maior do País, com 2.295 quilômetros. Também defende a manutenção da rodovia BR-158 e rodovias estaduais; a construção do contorno rodoviário de Três Lagoas, a ampliação da rede de saneamento básico, a adoção de planejamento urbano mais eficiente e de resultado, o reforço da segurança pública e investimentos mais precisos em saúde, habitação e educação, principalmente.

Que venham outros 70 anos!


Redação