Bastidores

Servidor que motivou CPI contra Guerreiro é exonerado

Leia essa e outras notas na Coluna Observatório

13/07/2019 08:53


CONTRA
Os deputados federais Dagoberto Nogueira, PDT, e Vander Loubet do PT, votaram contra o projeto da reforma da Previdência, nesta semana. Questionados sobre a decisão, foram diretos: “fizemos esse compromisso com nossos eleitores”, disseram.

JUDICIALIZAR
Na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, a semana foi tensa e deve continuar assim, já que a Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação) prometeu judicializar o projeto que reduziu em até 30% os salários dos professores contratados. Mesmo com a ampliação do tempo de contrato, a Federação promete ir ao STF.

DESCANSO
O governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), deve tirar 13 dias de férias, entre 8 e 20 de agosto, período em que a administração estadual ficará sob responsabilidade do vice, Murilo Zauith (DEM), também secretário estadual de Infraestrutura.

EXONERADO
A Prefeitura de Três Lagoas exonerou o servidor Helmar Castilho, que gravou um vídeo e publicou nas redes sociais com acusações de que outros servidores - sem citar nomes e em que época - teriam furtado combustível e construído “até mansões” com dinheiro do contribuinte. Em razão disso, a Câmara aprovou a abertura de uma CPI contra o prefeito Ângelo Guerreiro (PSDB) por uma possível omissão. A prefeitura, porém, abriu um processo administrativo e exonerou o agora ex-servidor internauta.

SEM NOMES
Inquirido por vereadores, o denunciante não soube precisar dados sobre o que disse no vídeo. Nas redes sociais, ainda fez piada com o fato de ter perdido o cargo que havia conseguido por nomeação, no começo de 2017.


Da redação