Brasil

Motorista morre ao colidir com duas carretas na BR 262

08/01/2009 05:58


Um grave acidente de trânsito acabou em morte na BR 262, na tarde de ontem (7). Por volta das 15 horas, duas equipes de policiais rodoviários federais e dos bombeiros militares foram mobilizados para socorrer Vantuir Nogueira Alves, 31 anos, no entanto pouco pode ser feito.
O motorista conduzia um Fiat Prêmio, placas de Nova Odessa (SP), pela rodovia sentido Três Lagoas/ Campo Grande, quando no km 50 – próximo ao Distrito de Arapuá -, tentou ultrapassar uma Scânia, placas ARX 0380, conduzida por Claudenir Fonseca, que seguia para Campo Grande.
Pouco antes de encerrar a manobra, a traseira do carro tocou na frente da Scânia. O impacto fez com que a vítima perdesse o controle. O carro rodou e chegou a capotar na pista algumas vezes até chocar-se de frente com uma carreta que seguia sentido contrário.
A carreta Volvo, placas NBK 1954 de Vilhena (RO), era conduzida por Jean Maciel Hansel, 22 anos, de Mato Grosso. O motorista, que seguia para Lins (SP), com um carregamento de carnes – aproximadamente 20 toneladas -, tentou desviar para não colidir de frente com o carro desgovernado, chegou a tombar na lateral da pista, porém não conseguiu. Com a batida, o carro de Vantuir Alves foi cortado ao meio. O motorista morreu na hora.
Pedaços do veículo se espalharam por toda a pista, exigindo assim atenção dos motoristas, como explicou o inspetor Silvio Torres, que de Três Lagoas, buscava informações sobre o acidente. De acordo com ele, a pista não chegou a ser interditada por completo, mas partes do veículo ocuparam a pista parcialmente. “Mas até o começo desta noite, a pista já está totalmente liberada. Os guinchos que irão retirar os veículos foram acionados”, disse, em entrevista realizada na tarde de ontem (7). Até o fechamento desta edição, dois guinchos já haviam sido chamados para a retirada dos veículos – um deles de Três Lagoas e outro, um pouco maior, vindo de São Paulo para a retirada do caminhão.
O corpo de Vantuir Alves foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML), do Município. Os motoristas dos dois veículos maiores não tiveram ferimentos graves. A perícia também esteve no local. (R.P.)


Redação