Opinião CBN

Na calamidade, prefeitura desiste da compra de respiradores

Mesmo recebendo R$ 148 milhões de ajuda, Município prefere alugar leitos de UTI dos hospitais particulares

14/05/2020 11:50


A Prefeitura de Campo Grande desistiu da compra de respiradores, que poderiam ser utilizados inclusive depois da pandemia para alugar leitos de hospitais. Nada a estranhar, numa administração que já desistiu também de construir o Hospital Municipal, enquanto reforma o teatro do Paço Municipal e retoma as obras do Centro de Belas Artes.


Guilherme Filho/Isabelly Melo