CORONAVÍRUS

"Tivemos aumento de 400% no pronto atendimento", diz presidente da Unimed CG

Maurício Simões alerta que situação do hospital é delicada e média de atendimentos passou de 50 para 200 por dia em decorrência da covid-19

02/12/2020 13:17


Em entrevista à Rádio CBN Campo Grande nesta quarta-feira (2), o diretor presidente da Unimed Campo Grande, Maurício Simões, afirmou que o hospital, assim como outras instituições de saúde da capital, está com 100% de leitos ocupados.

Segundo o administrador, a situação é delicada e houve aumento de 400% no pronto atendimento. “Em julho e agosto, atendíamos uma média de 50 pacientes por dia, e esse número triplicou em novembro e chegamos a atender 200 pacientes/dia com sintomas da doença”, explicou.

Segundo Simões, a gestão clínica está fazendo a diferença na transição de pacientes, porém a estrutura de uma equipe de profissionais não se constrói subitamente. “Temos expectativas de instalar mais 10 leitos futuramente, mas ainda assim ‘você’ não constitui uma equipe de médicos e enfermeiros tão rapidamente. Devemos analisar o que fazer para que os leitos disponíveis consigam atender todas as demandas”, pontou.

A previsão para os próximos dias segundo o presidente é de que haja um aumento de casos confirmados de covid-19. A capacidade de lotação dos leitos está em nível máximo, o que pode gerar um verdadeiro caos. "Quando muitas pessoas adoecem ao mesmo tempo, há um engarrafamento de pacientes necessitando de atendimento médico hospitalar, e infelizmente a estrutura oferecida é finita, e as pessoas precisam ter consciência disso”, alegou.  

O gestor ainda reforçou que para evitar uma movimentação desnecessária no hospital, pessoas assintomáticas podem entrar em contato através da central de atendimento Cecovid, sem a necessidade de ir presencialmente ao local buscar orientações. O teleatendimento aos beneficiários é realizado pelos telefones: (67) 3389-2480 e pelos números de WhatsApp (67) 99675-0401 e (67) 99865-0838. 


Thais Cintra/ CBN