PATRULHAMENTO

Dupla é levada para Depac por posse de drogas

Ninguém quis assumir os delitos e irão responder em liberdade

04/03/2021 09:00


Um homem de 28 anos identificado como “verruga” e outro de 41 anos foram apreendidos por tráfico de drogas, desobediência e portar drogas para o consumo pessoal na tarde desta quarta-feira (3) na rua Manoel Antônio Jeremias no bairro Guanabara, zona Sul de Três Lagoas.


A Polícia Militar fazia rondas pelo bairro quando receberam uma informação de que um bar na referida rua, havia duas pessoas consumindo drogas e atrapalhando os clientes do local, ao ir averiguar a denuncia os militares teriam avistado quando “verruga” teria entregado algo ao homem de 41 anos, que saiu rapidamente ao avistar a viatura da PM.


Após perceber a tentativa do homem de 41 anos de fugir da abordagem, os militares resolveram acelerar a viatura e interceptaram o suspeito em uma viela a 50 metros do local, o homem se negou a parar a bicicleta e os militares precisaram utilizar da força para parar e dominar o mesmo que reagiu à abordagem, segundo consta no boletim de ocorrência.


Durante busca pessoal no homem os militares não encontraram nada de errado, mas próximo da bicicleta foi localizado uma trouxinha de crack. Ao ser questionado pelos militares o homem relatou ter comprado a droga do vulgo “verruga”, que seria usuário e pago R$10 pelo crack.


Em conversa com o homem identificado como “verruga”, os policiais questionaram se ele vendia entorpecentes, o suspeito relatou que não vendia drogas e que estaria indo para o presídio semi aberto Paracelso, entregar um atestado médico por estar com suspeita de Covid-19. O homem foi submetido à uma busca pessoal e com ele foram localizados R$178 em dinheiro e um aparelho celular, ao ser perguntado sobre o dinheiro e o aparelho celular, “verruga” disse que presta serviço para à prefeitura de Três Lagoas e teria recebido um cheque no valor de R$250, depois de pagar algumas contas teria sobrado 178 reais como troco, sobre o celular o mesmo relatou que teria comprado em um site de compra e venda, e pelo celular pago R$800.


A dupla foi levada para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) onde prestaram depoimentos e para o delegado o homem de 41 anos negou ter comprado a droga de “verruga”. O celular e o dinheiro junto com a pedra de crack foram apreendidos pela Polícia Civil para serem submetidos à perícia.


Alfredo Neto