TRÁFICO

Canil do 2º Batalhão da PM apreende 24 kg de pasta base de cocaína

Droga avaliada em R$ 480 mil viria para Três Lagoas antes de seguir para Minas Gerais

13/04/2021 07:49


Um homem de 33 anos foi preso por tráfico de drogas com 23 tabletes de pasta base de cocaína na noite desta segunda-feira (12), no quilometro 140 da rodovia MS-395, na cidade de Brasilândia, cidade vizinha à Três Lagoas.

O Canil Setorial e a Patrulha Rural do 2º BPM (Batalhão de Polícia Militar) de Três Lagoas fazia um patrulhamento ostensivo na rodovia na intenção de inibir o tráfico de drogas e contrabando, assim como impedir veículos furtados em território nacional sejam levados para o país vizinho Paraguai, onde são trocados por entorpecentes e armas de fogo.

Por volta das 21:00 os militares abordaram um veículo Peugeot, placas de Campo Grande dirigido por um homem de 33 anos que relatou aos policiais que estaria vindo para Três Lagoas. O carro foi submetido a uma vistoria pelo Canil Setorial que utilizou o cão policial “K-9 EDDIE” e a cadela policial “K-9 MARA”.

A cadela policial “K-9 MARA” teve uma alteração comportamental demonstrando haver algo ilícito entre a lataria e o assoalho do carro, após a “K-9 MARA” demonstrar haver algo errado no veículo os militares decidiram fazer a contra prova utilizando o cão policial “K-9 EDDIE”, após uma varredura pelo veículo o “K-9 EDDIE” também teve alteração comportamental no mesmo ponto onde à “K-9 MARA” apontou haver ilícitos.

Após os dois cães policiais mostrarem que havia algo escondido no veículo os policiais militares resolveram interrogar o motorista questionando sobre o que havia escondido no veículo, o motorista negou haver qualquer coisa errada no carro e permitiu que o carro fosse vistoriado. Durante buscas no local indicado pela “K-9 MARA” e “K-9 EDDIE”, os policiais localizaram 23 tabletes de pasta base de cocaína, que totalizaram 24 kg. Segundo o delegado do DENARC (Delegacia Especializada de Narcóticos) Fernando Ferraris, cada quilo da droga chega a valer até R$ 20 mil, o que daria um prejuízo estimado de R$ 480.000 ao proprietário da droga apreendida.

Para os policiais militares do 2º BPM o traficante relatou que pegou o carro na capital Campo Grande e levaria o veículo com a droga para o estado de Minas Gerais e que ao chegar em Três Lagoas, ligaria para uma pessoa desconhecida que indicaria qual cidade mineira seria levado o entorpecente e quem receberia a droga epelo transporte receberia R$ 5mil. Os 24 kg de pasta base de cocaína foi levado para o 1º Pelotão de Polícia Militar em Brasilândia onde foi submetido a uma pesagem e posteriormente entregue na Delegacia de Polícia Civil de Brasilândia que irá assumir as investigações na tentativa de descobrir a identificação do financiador do entorpecente.


Alfredo Neto