Três Lagoas

Preocupados, pais buscam Núcleo para matricular filhos

Estudantes da rede municipal são considerados alunos novos, cuja matrícula ainda não começou

13/01/2009 07:38


A desinformação levou dezenas de pais de alunos da rede pública municipal a procurarem no sábado (10) o Núcleo Tecnológico Educacional (NTE), na tentativa de matricularem seus filhos na Rede Estadual de Ensino (REE). As portas, no entanto, estavam fechadas. Tal fato causou preocupação aos que foram ao NTE, mas ontem (12), ao se dirigirem novamente ao local, os pais finalmente tiveram a devida explicação: os estudantes da Rede Municipal de Ensino (Reme) são considerados novos alunos na REE, portanto, as matrículas (agora, via internet, pelo sistema “matrícula digital”) devem ser efetivadas a partir da próxima segunda-feira (19).
A dona de casa Judith Gaspar, moradora no Jardim Brasília, era uma que estava apreensiva. Deixou sua bicicleta no estacionamento em frente ao NTE e apressada se dirigiu ao balcão de informações. Logo, um funcionário a atendeu e a outros cerca de dez pais de alunos que se aglomeravam no local. O funcionário, então, esclareceu a situação. “Quem não puder ter acesso a um computador pode procurar qualquer escola estadual ou vir aqui no NTE”, disse. Judith, aliviada, agradeceu.
Já o operário Antônio Matos, corumbaense que há pouco tempo está na cidade, tem um filho de 10 anos e queria saber a respeito de novas matrículas. Morador no Parque São Carlos, ele também foi esclarecido sobre os prazos e saiu satisfeito para providenciar o quanto antes a documentação.
Aos alunos da rede estadual, o prazo termina na sexta-feira (16), conforme esclareceu ontem a diretora da Central de Matrículas do NTE, Marlúcia Salim Pelizão. “Houve um problema na expectativa da Secretaria de Educação, quando a demanda (de alunos) não foi a esperada. Por isso, houve a necessidade de prorrogação do período de matrícula e também da designação das escolas. Muitos alunos do noturno, por exemplo, não foram às escolas renovar suas matrículas e poderiam perder a vaga. Por isso, entramos em contato com eles para convocá-los a se matricularem, ao mesmo tempo em que pedimos um novo prazo, remanejando a data limite do dia 8 para a próxima sexta-feira (16)”, colocou a diretora.
Segundo Marlúcia, tal episódio não se deu somente em Três Lagoas. “Apenas Dourados e a Capital é que não tiveram problemas com a demanda insuficiente”, observou.

REMANEJAMENTO

Na questão dos alunos remanejados da REME para a REE, a diretora do NTE informou que a Escola Estadual Dom Aquino Corrêa receberá alunos da 5ª à 9ª séries das escolas municipais Eufrosina Pinto e General Nelson Custódio de Oliveira. Estas escolas municipais, por sua vez,  receberão alunos da 1ª à 4ª séries, que estudavam nas Escola Estadual dom aquino Corrêa. “A Escola Estadual Afonso Pena só receberá alunos da Escola Municipal Senador Ramez Tebet e aqueles que utilizam transporte escolar”, concluiu.

CONFUSÃO

Vários pais de alunos, tanto os que já estudavam na rede estadual, como aqueles que estão vindo da Reme, estão ainda com dificuldades para entender o cronograma e o novo processo de matrícula digital, implantado pela Secretaria Estadual de Educação.
O processo de matrículas dividido em várias etapas, obedecendo a um cronograma específico: para alunos da rede estadual de ensino, foi feita a confirmação de permanência na escola. Este prazo terminou na sexta-feira (9). Esta etapa permitiu à Secretaria de Educação saber quantas vagas seriam disponibilizadas, após a confirmação de matrícula dos antigos alunos.
A segunda etapa é para novas matrículas. O aluno interessado em estudar na rede estadual de ensino preencherá um cadastro para concorrer a uma vaga. O aluno deve acessar os endereços eletrônicos
www.sed.ms.gov.brwww.matriculadigital.ms.gov.br ou dirigir-se a uma escola estadual ou no próprio NTE.
“Quem não tiver acesso à internet venha ao Núcleo ou vá a qualquer escola que será atendido”, garantiu Marlúcia.

 


Danilo Fiuza