editorial

Solidariedade para minorar a fome

Leia o editorial do Jornal do Povo deste sábado

17/04/2021 06:00


Apandemia tem causado graves prejuízos a todos os segmentos da sociedade civil. Não é preciso dizer o quanto o coranavírus é nocivo. Mata, infelicita, entristece famílias e amigos, deixa duras sequelas nas pessoas infectadas. Enfim, é uma peste que fragiliza e afeta a mente humana temerosa pela infecção, pelo recolhimento social, pela mudança abrupta de hábitos e costumes do dia a dia.

Além do mais, tem causado desemprego, afora a retirada de oportunidades de uma legião de trabalhadores que não tem qualificação profissional, mas que na luta diária faz um bico ali e acolá. E os inválidos e doentes incapacitados para proverem o próprio sustento? Esses, talvez os mais atingidos pelos efeitos da pandemia, porque vêm diminuir a ação assistencial da sociedade. Diante desta situação, cada cidadão que tem no peito o sentimento da solidariedade, nesta hora há fazer uma reflexão, olhar ao redor de si e da sociedade onde vive e identificar essa lamentável circunstância, procurar entidades e organismos de assistência social, pessoas necessitadas e se fazer presente na cruzada contra a fome.

Mais do que nunca precisamos ser solidários com o próximo. Formar uma corrente contra a fome. Para tanto, impõe-se uma atitude de desprendimento. É importante que neste momento que exercitemos dentro da possibilidade que nos é permitida materialmente o gesto da doação. Temos que doar alimentos aos menos favorecidos, precisamos minorar a fome que aflige homens, mulheres e crianças. Não podemos passar ao largo dessa circunstância que atinge no país mais de 14 milhões de brasileiros, incluído ai, considerável parcela em Três Lagoas e região. Que sejamos solidários e cumpramos anonimamente os ensinamentos que norteiam um dos maiores propósitos da existência do ser humano que pensa, age e tem princípios e sabe ser solidário externando amor ao próximo. É hora de nos doarmos, seja pelo serviço em favor do próximo, seja materialmente, doando alimentos para aplacar a fome que atinge aqueles que não têm como prover o próprio sustento. Doar é externar e ao mesmo tempo colocar em prática – amar o próximo como a ti mesmo.


Redação