Política

Eleição da Câmara não será influenciada pelo Senado, diz Chinaglia

Segundo Chinaglia, foram discutidos na reunião apenas temas como a cessão de funcionários para outros órgãos públicos e pedidos de informação do Executivo

30/01/2009 14:42


O presidente da Câmara, Arlindo Chinaglia, afirmou hoje que o apoio do PT à candidatura do deputado Michel Temer (PMDB-SP) para a presidência da Casa está mantido e não será influenciado por manifestações contrárias de deputados petistas nem pelo resultado da eleição no Senado. "Não há hipótese de o acordo não ser cumprido, falo isso como deputado da bancada que ajudou a construí-lo", declarou, após reunião da Mesa Diretora nessa manhã. Também são candidatos à presidência da Casa os deputados Ciro Nogueira (PP-PI), Aldo Rebelo (PCdoB-SP) e Osmar Serraglio (PMDB-PR).

Segundo Chinaglia, foram discutidos na reunião apenas temas como a cessão de funcionários para outros órgãos públicos e pedidos de informação do Executivo. Não houve avanços em assuntos como o reembolso de gastos com saúde realizados pelos deputados fora do serviço de atendimento médico da Câmara. O tema poderá voltar à pauta na próxima composição da Mesa.

Os deputados que integram a Mesa Diretora também fizeram um balanço dos trabalhos ao longo dos últimos dois anos e consideraram o resultado positivo, com a melhoria na imagem pública da Câmara. Chinaglia ressaltou que não houve escândalos envolvendo os deputados durante a sua gestão e que a Casa conseguiu economizar cerca de R$ 74 milhões com a restrição das horas extras pagas a funcionários. O presidente também citou a negociação da folha de pagamento da Câmara, que rendeu R$ 220 milhões para a instituição.


Redação