Esportes

Rodovia será fechada para o triathlon rápido

Inscrições para a competição no Balneário Municipal ?Miguel Jorge Tabox? seguem abertas

08/09/2012 08:40


A Rodovia Jamil Jorge Salomão, que dá acesso ao Balneário Municipal “Miguel Jorge Tabox”, permanecerá interditada no próximo dia 23 de setembro, quando será realizado o 1º Triathlon Rápido (fast triathlon). O horário de interdição será entre 8h30 e 11h (MS).

O triathlon rápido é uma adaptação do triathlon tradicional, mas com distâncias menores. Na competição original, são 1.500 metros de natação, 20 km de bicicleta e 8 km de corrida pedestre. No fast triathlon, o trajeto tem 750 metros na água, 4 km de corrida e mais 4 km de “bike”.

A competição foi dividida em masculino e feminino, nas seguintes categorias: geral, na qual o campeão recebe R$ 3 mil no masculino e R$ 2 mil no feminino; R$ 1,5 mil (masculino) e R$ 1 mil (feminino) para o segundo lugar; R$ 1 mil (masculino) e R$ 500 (feminino) para o terceiro lugar; além de veterano I (30 a 39 anos), veterano II (40 a 49) e veterano III (acima de 50), categorias nas quais somente o campeão é premiado com R$ 500, no masculino e no feminino.


INSCRIÇÕES

As inscrições para a prova podem ser feitas pela internet em um link na página oficial da Administração Municipal (
www.treslagoas.ms.gov.br). Quem não tiver acesso à rede mundial de computadores, pode se inscrever em três locais: na Sejuvel (avenida Aldair Rosa de Oliveira, 583, Circular da Lagoa Maior); no Balneário Municipal “Miguel Jorge Tabox” (rodovia Jamil Jorge Salomão, às margens do rio Sucuriú); e no Ginásio Municipal “Professora Cacilda Acre Rocha” (bairro Santos Dumont).

O limite de participantes é de 200 atletas. Menores de idade, a partir de 14 anos, podem participar, desde que devidamente autorizados pelos pais ou responsáveis.


KITS

Os inscritos deverão retirar o kit de participação (camiseta, chip e número) na sede da Sejuvel no dia 21 de setembro, até às 13h (MS), ou no Balneário, no dia 22 de setembro (sábado), das 8h às 18h (MS).


Danilo Fiuza/Arquivo JP