Mãe é suspeita de oferecer filha de 14 a advogado

Uma mulher de Nova Andradina, é investigada como suspeita de receber dinheiro para intermediar encontros sexuais entre a filha de 14 anos e um advogado.

24/10/2012 10:31


 Uma mulher de Nova Andradina, é investigada como suspeita de receber dinheiro para intermediar encontros sexuais entre a filha de 14 anos e um advogado de Presidente Prudente (SP). Os dois foram presos pelo Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco) na manhã de ontem (23).

As investigações apontaram que o crime acontecia desde que a menina tinha 9 anos. O caso veio à tona após denúncia de uma rede de proteção a crianças e adolescentes vítimas de abuso sexual.

Segundo o Gaeco, os suspeitos foram encaminhados para a sede da promotoria de Nova Andradina, onde devem prestar depoimento. Depois, devem ser transferidos para a cadeia pública da cidade. Se for confirmado envolvimento dos dois, eles podem ser indiciados por estupro de vulnerável e favorecimento à exploração sexual. A pena, em caso de condenação, vai de 8 a 15 anos de prisão.


Redação